Bula Sumifog 70 - Sumitomo

Bula Sumifog 70

CI
Fenitrotiona
418904
Sumitomo

Composição

Fenitrotiona 70 g/kg

Classificação

Terrestre
Inseticida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Ultra Baixo Volume (UL)
Contato, Ingestão

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Calda Terrestre Dosagem
Atta laevigata (Saúva cabeça de vidro)
Atta sexdens rubropilosa (Saúva limão)

Bag in Box de Fibra de Papel com bolsa plástica interna - 20; 50 L
Bombona de plástico - 5,0; 6,0; 10; 20; 100; 200 L
Balde de ferro - 9,0; 20 L
Tambor metálico - 100 L.
Conteiner de Polietileno - 500; 1000 L
Frasco de Plástico - 0,5; 1,0; 5,0 L
Stand up pouch de plástico, com tampa - 0,5; 1,0; 5,0; 6,0 L
Tanque de Aço/Fibra - 1 000; 3 000; 6000; 10 000; 15 000; 20 000; 25 000; 30 000 L

INSTRUÇÕES DE USO

“SUMIFOG 70” - trata-se de um inseticida (formicida), empregado em termonebulização no controle de formigas.

- Saúva cabeça de vidro (Atta laevigata);
- Saúva limão (Atta sexdens rubropilosa).

DOSE DE APLICAÇÃO

Aplicar “SUMIFOG 70” até saturação completa do sauveiro, o que equivale a cerca de 4,0 mL do produto comercial por m2 de superfície de sauveiro, em termonebulização.

FORMA DE APLICAÇÃO

“SUMIFOG 70” não pode ser misturado com água por ser uma formulação Ultra Baixo Volume.
É aplicado na forma de termonebulização, diretamente nos “olheiros” ativos dos formigueiros (sauveiros), injetando fumaça produzida através de aparelhos próprios, (sistema “FOG”), fechando os outros, à medida que a fumaça saia bastante densa, indicando a saturação do sauveiro. Terminada a operação, fechar imediatamente o “olheiro” principal.

INÍCIO, NÚMERO E ÉPOCA OU INTERVALO DE APLICAÇÃO

Efetuar a aplicação, sempre que forem observados formigueiros ativos.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Não estabelecida, devido à forma de uso.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Mantenha afastado das áreas de aplicação, crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas. Sem restrições desde que esteja usando os Equipamentos de Proteção Individual.

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade: Não há, para os alvos indicados e nas dosagens recomendadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de pragas (Ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas, quando disponível e apropriado.

A resistência de pragas a agrotóxicos ou qualquer outro agente de controle pode tornar-se um problema econômico, ou seja, fracassos no controle da praga podem ser observados devido à resistência. O inseticida SUMIFOG 70 pertence ao Grupo 1B (inibidores da acetilcolinesterase – Organofosforados) e o uso repetido deste inseticida ou de outro produto do mesmo grupo pode aumentar o risco de desenvolvimento de populações resistentes em algumas culturas. Para manter a eficácia e longevidade do SUMIFOG 70 como uma ferramenta útil de manejo de pragas agrícolas, é necessário seguir as seguintes estratégias que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência: Adotar as práticas de manejo a inseticidas, tais como:
• Rotacionar produtos com mecanismo de ação distinto do Grupo 1B. Sempre rotacionar com produtos de mecanismo de ação efetivos para a praga alvo.
• Usar SUMIFOG 70 ou outro produto do mesmo grupo químico somente dentro de um “intervalo de aplicação” (janelas) de cerca de 30 dias.
• Aplicações sucessivas de SUMIFOG 70 podem ser feitas desde que o período residual total do “intervalo de aplicações” não exceda o período de uma geração da praga-alvo.
• Seguir as recomendações de bula quanto ao número máximo de aplicações permitidas. No caso específico do SUMIFOG 70, o período total de exposição (número de dias) a inseticidas do Grupo 1B não deve exceder 50% do ciclo da cultura ou 50% do número total de aplicações recomendadas na bula.
• Respeitar o intervalo de aplicação para a reutilização do SUMIFOG 70 ou outros produtos do Grupo 1B quando for necessário;
• Sempre que possível, realizar as aplicações direcionadas às fases mais suscetíveis das pragas a serem controladas;
• Adotar outras táticas de controle, previstas no Manejo Integrado de Pragas (MIP) como rotação de culturas, controle biológico, controle por comportamento etc., sempre que disponível e apropriado;
• Utilizar as recomendações e da modalidade de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de inseticidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em insetos e ácaros devem ser encaminhados para o IRAC-BR (www.irac-br.org.br), ou para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura.gov.br).