DICAS DE GESTÃO_4 (CUSTOS DE PRODUÇÃO)


DICAS DE GESTÃO_4 (CUSTOS DE PRODUÇÃO)

Por:
1287 acessos

Dica de hoje: CUSTOS DE PRODUÇÃO.
Após a abordagem das três dicas de gestão anteriores, desta série, cujo viés foi o financeiro, as quais espero que os gestores, empresários rurais já tenham iniciado o processo de controle, ficará bem mais fácil compreender a gestão dos custos de produção.
Custos de produção, de qualquer produto agropecuário, variam muito de empresa/propriedade para propriedade. E, as variáveis que impactam no custo de produção de um determinado produto vão desde a situação financeira, fluxo de caixa, da empresa, manejos, técnicas, estrutura patrimonial e de pessoal.
A rigor, em toda a empresa há dois tipos de custos, considerando-os num grande grupo. Os Custos Fixos e os Custos Variáveis. 
Os Custos fixos são todos aqueles que independem do volume produzido ou que se mantém inalterados até o limite máximo da capacidade de produção da estrutura material e pessoal da empresa.  Considerando o volume produzido na empresa o valor unitário dos custos fixos, eles variam para mais ou para menos. Por isso que a empresa precisa fazer uma boa gestão destes custos para produzir dentro de uma situação de equilíbrio, pois estes custos são os que mais impactam no resultado financeiro e econômico de uma empresa / propriedade rural, ou qualquer outra que seja. Pela minha experiência junto aos produtores rurais, sei que estes custos são os que menos são monitorados e gerenciados. Talvez isso explique muitas coisas...
O empresário precisa adotar um bom critério de rateio dos custos fixos, já que muitas vezes as empresas rurais exploram mais de uma cultura durante o calendário agrícola ou pecuário. Tal critério evitará o que muitas vezes ocorre de uma determinada cultura ter absorvido grande parte dos custos fixos e outra ir na “carona” da primeira.
Quanto aos Custos Variáveis, são todos aqueles que estão intimamente relacionados ao volume produzido, tais como os insumos e serviços diretos às culturas exploradas pela empresa. Considerando o volume produzido na empresa, eles não se alteram unitariamente, pois para cada unidade de área a ser explorada sempre será aplicado a mesma quantidade de tal insumo ou serviço. Igualmente os custos variáveis também impactam no resultado financeiro e econômico da empresa rural, todavia o processo de monitoramento e gerenciamento destes custos deverá ser feito por outros mecanismos ou ferramentas de gestão, tais como o fluxo de caixa, planejamento da comercialização e relação de troca: produto x insumos.    
Diante disto, para que o empresário rural conheça o custo de produção de uma determinada cultura ou atividade explorada na sua empresa há que somar os Custos Variáveis da referida cultura ou atividade mais o valor proporcional dos custos fixos da empresa. Diante disto o empresário conhecerá uma informação preciosa: quanto custa para produzir e quanto poderá ganhar ao comparar o valor do custo total com o preço de mercado.  
E, ao repetir o procedimento para todas as culturas ou atividades exploradas na empresa, o empresário poderá decidir melhor em quais culturas deverá ou poderá investir mais ou menos e ter a certeza de ganhar dinheiro.
Acreditem, poucos empresários conhecem esta informação de sua empresa. A grande maioria toma como seu o custo de produção divulgado pelas entidades vinculadas ao setor.  Seria muito importante que o empresário comparasse o seu custo de produção com o divulgado pela entidade. É mais ou menos competitivo? É mais ou menos eficiente?
Caro amigo produtor/empresário rural, veja quais as informações financeiras você está precisando no momento, para garantir uma tranquila gestão de custos na sua empresa. Mãos à obra. Faça você mesmo.
Sucesso e bom trabalho!


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink