Agronegócio

Empresa familiar ou família empresária? A importância da profissionalização na empresa rural FAMILIAR

Por:
679 acessos
Um dos grandes desafios para a empresa rural familiar é a profissionalização do negócio, que está avançando impulsionada pela pressão competitiva do mercado e pelos custos crescentes da produção.
A empresa familiar é um núcleo em que seus membros, ou parte deles, são vinculados por laços familiares, patrimoniais e empresariais e têm entre si uma percepção difusa e confusa dessas três dimensões. Até alguns anos atrás, o que mantinha o negócio era o conhecimento tácito dos produtores rurais, ou seja, aquele adquirido ao longo do tempo através das experiências e não formalizado, pois é subjetivo e inerente.

O cenário atual, com o crescimento do agronegócio no Brasil, da tecnologia e da formalização de processos, exige da empresa familiar um acompanhamento e cuidado na gestão, no planejamento e consequentemente, na profissionalização dos seus negócios. Esse avanço transforma o conceito de Empresa Familiar em Família Empresária, mais regrada e profissionalizada.
A Família Empresária terá o mesmo núcleo familiar, porém, com uma percepção e atuação mais organizada para cada um dos três ativos (família, patrimônio e negócio), gerenciando-os de forma específica, profissional e eficaz. Será uma empresa que cita a profissionalização do negócio como um de seus objetivos e que está mais ciente dos riscos e das oportunidades relacionados à adoção de processos estruturados.
No que se refere a processos, as organizações precisam ter políticas e procedimentos formalizados e documentados. Com o crescimento do negócio, evidencia-se a necessidade da estruturação de áreas de Recursos Humanos e Controles Gerenciais, por exemplo, como uma maneira de melhorar a produtividade e a transparência.


E como profissionalizar a família?
Trabalhar com a família pode gerar níveis muito mais altos de confiança e comprometimento, mas também pode levar a tensões, resentimentos e conflitos abertos, pois manter a razão e o afeto separados é um desafio complexo.
Por envolver tanto a razão quanto a emoção, profissionalizar a família é muito mais difícil do que profissionalizar a empresa. Nesse tipo de negócio há um risco real de que as questões familiares acabem precipitando uma crise para a empresa e para a família e que, em consequências disso, ambas acabem fracassando.
Profissionalizar a empresa relaciona-se com implantar uma estrutura organizacional e de gestão em que prevaleçam os valores empresariais e a formação e capacitação idônea de seus dirigentes para o cargo que exercem, sejam eles pertencentes ou não à família proprietária. Assim, para afirmar que uma empresa está profissionalizada é preciso que sua estrutura, evolução e funcionamento sejam norteados por princípios empresariais. Diferente das empresas menos profissionalizadas, em que os valores pessoais e familiares tomam uma proporção muito maior.

Outro desafio da profissionalização da empresa rural familiar consiste em preencher os cargos com pessoas que assumam as responsabilidades da função e possuam as habilidades necessárias para cumpri-las, como escolaridade e experiência profissional fora da empresa, entre outras.

Muitas vezes a empresa familiar é estimulada à profissionalização quando se depara com períodos de crise. É diante das dificuldades que surge a necessidade de buscar soluções. Assim, com o auxílio de especialistas, a família tende a caminhar, naturalmente, para a profissionalização, pois dentro dos ciclos de vida da organização ela é orientada, inicialmente, para o produto, depois orientada para o processo e, finalmente, orientada para o planejamento que levará a uma estruturação como empresa profissionalizada.
Podemos elencar as seguintes vantagens da profissionalização da empresa rural familiar:
– Maior competitividade;
– Potencialização do quadro de colaboradores;
– Redução de conflitos pessoais;
– Decisões mais racionais;
– Aumento da sobrevivência da empresa no longo prazo.
Pensando nisso, a Safras & Cifras vem contribuindo há quase 30 anos com o processo de organização e profissionalização de famílias empresárias rurais em vários estados do Brasil. Para isso conta com uma equipe multidisciplinar, com mais de cem profissionais especializados em diversas áreas de atuação, como administradores de empresas, advogados, contadores, psicólogos e engenheiros agrônomos, sempre atendendo as particularidades de seus clientes.
Francine Dittgen
Graduada em Psicologia
Pós-Graduada em Psicologia Clínica
Pós-Graduada em Gestão de Pessoas
francine.dittgen@safrasecifras.com.br

Santiago Silveira
Graduado em Psicologia
Pós-Graduando em Terapia Sistêmica Familiar
santiago.silveira@safrasecifras.com.br
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink