Mercado da soja deve permanecer volátil

NEGÓCIOS

Mercado da soja deve permanecer volátil

"No mercado externo, por exemplo, o clima nos EUA tem dificultado a semeadura "
Por: -Leonardo Gottems
14 acessos

O mercado brasileiro da soja deve permanecer com bastante volatilidade, segundo informou o último relatório divulgado recentemente pelo Rabobank. De acordo com o relatório, s. Existem alguns fatores que podem dar suporte aos preços da soja nos próximos meses e poderiam justificar o carregamento do grão, “até mesmo quando se analisam pontos de vista do mercado local”. 

“No mercado externo, por exemplo, o clima nos EUA tem dificultado a semeadura e o desenvolvimento inicial das lavouras de soja, o que deu suporte à uma recuperação das cotações em Chicago no final de maio/19. Por outro lado, a intensificação da Guerra Comercial entre chineses e americanos é um fator que tem limitado altas ainda mais significativas na bolsa (CBOT/CME), uma vez que os estoques dos EUA seguem elevados e com perspectivas de manutenção em níveis recordes. Mesmo com a recuperação de preços no final do mês, a cotação média da soja em Chicago em maio/19 foi de USD 8,31/bushel, o menor patamar para esse mês desde 2007”, diz o texto. 

Além disso, ao menos para o Brasil, a intensificação da Guerra Comercial ao longo das últimas semanas de maio, voltou a dar suporte aos prêmios de exportação. “Porém, a manutenção desses patamares dependerá das negociações entre chineses e americanos – lembrando que, em junho, há novo encontro do G-20 e que na última reunião foi anunciada uma trégua comercial que pressionou significativamente os prêmios de exportação da soja na América do Sul”, indica. 

“Outro ponto de atenção fica por conta da Peste Suína Africana que ainda não é um problema sanado na China. O cenário base do Rabobank ainda é de importações chinesas próximas de 84 milhões de toneladas em 2019, ante 88 milhões de toneladas no ano passado. Porém, há um viés de redução ainda maior nessa demanda caso o problema com o setor suíno se intensifique ao longo do ano”, conclui. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink