Mercado de trigo continua lento

VENDAS

Mercado de trigo continua lento

“Na briga de vendedores pedindo R$ 900,00 FOB e compradores querendo oferecer R$ 850,00, o mercado parece inclinado para os compradores"
Por: -Leonardo Gottems
3 acessos

O mercado de trigo continua lento no Brasil, segundo informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. De acordo com a empresa, os dados foram levantados a partir da pesquisa diária do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). 

“Na briga de vendedores pedindo R$ 900,00 FOB e compradores querendo oferecer R$ 850,00, o mercado parece inclinado para os compradores, porque saíram negócios pontuais a R$ 850,00 e R$ 870,00 (mais ao norte) FOB nesta quarta-feira. A pesquisa Cepea registrou a quinta alta consecutiva, desta vez de 1,75% nos preços do trigo gaúcho, nesta quarta-feira, para a média de R$ 860,53/t, contra R$ 845,69/t do dia anterior. O acumulado do mês avançou no território positivo para 2,33%, contra 0,56% do dia anterior”, indica 

A consultoria indica que os preços continuam ao redor de R$1.050,00/t em Ponta Grossa e na região de Londrina, R$$ 1.000,00/t em Maringá, R$ 950,00/ton no Sudoeste, R$ 990,00/ton no Oeste e Guarapuava R$ 980,00. “Mas, como informamos na sexta-passada, os moinhos começam a procurar trigo mais fraco para fazer mescla de preços e de qualidade, para tentar reduzir custos. Mesmo assim, a pesquisa Cepea registrou queda de 0,03% para a média de R$ 958,68/t, contra R$ 958,97/t do dia útil anterior. O acumulado do mês aumentou a queda para -1,62%, contra -1,59% do dia anterior”, conclui. 

Em relação à importação, os preços finais nos moinhos subiram com o trigo na Argentina. “Os preços finais posto moinhos no Brasil fecharam em baixa nesta terça-feira. Os cálculos revelaram um aumento acompanhando o preço do trigo argentino nos valores CIF nos moinhos do Rio Grande do Sul e do Paraná, por via marítima (portos de Rio Grande e Paranaguá), atingirem cerca de R$ 1.189,86 (1.170,54) em Fevereiro, R$ 1.197,77 (1.196,08) em Março, R$ 1.225,74 (1.228,42) em Abril, R$ 1.248,67 (1.268,76) em Maio, R$ 1.263,28 (1.283,40) em Junho, R$ 1.273,57 (1.293,77) em Julho, R$ 1.275,11 (1.295,45) em Agosto e R$ 1.282,95 (1.303,52) em Dezembro. Por via fluvial (desembarcadouro em Foz do Iguaçú) chegariam aos moinhos do Oeste do PR ao redor de R$ 1.147,44 (1.128,36) em Fevereiro, R$ 1.156,38/t (1.154,75/t) em Março e R$ 1.185,28/t (1.188,02) em Abril”, conclui. 

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink