Menor qualidade e redução da colheita impulsionam cotações da laranja

LARANJA

Menor qualidade e redução da colheita impulsionam cotações da laranja

Valor médio do período foi de R$ 97,27/cx de 27 kg, colhida, estável (-0,4%) frente ao da semana passada
Por:
327 acessos

As chuvas desta semana em São Paulo foram bem recebidas por produtores, já que a seca vinha comprometendo a qualidade das laranjas maduras de 2019/20 desde o mês passado – e citricultores temiam perder as frutas que ainda estão nas árvores.

A menor oferta de laranja com qualidade, juntamente com a redução da colheita da pera, segue impulsionando os preços. Na parcial desta semana (segunda a quinta-feira), a média de comercialização da pera foi de R$ 27,92/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 5,5% frente à do período anterior. Para a valência, a média parcial foi de R$ 23,43/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 5,8% no mesmo comparativo. No caso da lima ácida tahiti, segundo colaboradores do Cepea, as chuvas dificultaram as atividades de campo e reduziram ainda mais a oferta.

Assim, o valor médio do período foi de R$ 97,27/cx de 27 kg, colhida, estável (-0,4%) frente ao da semana passada. No entanto, conforme colaboradores do Cepea, embora a oferta siga baixa em São Paulo, a entrada de frutas ainda miúdas no mercado pode pressionar os valores nas próximas semanas. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink