1ª edição do Projeto Lidera Bayer Faeg Jovem se encerra com a participação de cerca de 1.000 jovens
CI
Imagem: Divulgação
EVENTO

1ª edição do Projeto Lidera Bayer Faeg Jovem se encerra com a participação de cerca de 1.000 jovens

Ação busca contribuir para maior presença jovem no agro
Por:

A primeira edição do programa de capacitação de jovens no agro Lidera Bayer Faeg Jovem, feito pela Bayer em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás) , se encerrou com a participação de cerca de 1.000 jovens. A ação visa contribuir para o aumento da presença do jovem no agronegócio goiano, acelerar o desenvolvimento de talentos no setor e estimular ações que ampliem o conhecimento dos jovens em relação aos processos de inovação e transformação digital no agronegócio, estimulando também os processos de sucessão familiar.

Os jovens participaram de debates e módulos organizados em cinco temas: tecnologias agrícolas, focando em inovação, manejo, ciência e rentabilidade; tecnologias em pecuária leiteira, mostrando o desafio da nutrição do rebanho para uma produção de qualidade; transformação digital; liderança no agronegócio no futuro, com habilidades e conhecimentos necessários para se tornar um líder; e sucessão familiar.

Uma das participantes da capacitação foi a estudante de agronomia de Jussara (GO), Daniella Farias da Silva, de 21 anos. Para ela, a união da entidade com a Bayer foi importante para obter um aprendizado amplo sobre o setor. "Eu gosto muito da parte de tecnologia, do futuro do agronegócio, de liderança. Isso foi muito falado no programa e aprendi bastante. A parceria nos ajudou com o conhecimento profissional e em como podemos trabalhar para ajudar ainda mais o próximo e o futuro do setor", conta.

De acordo com a presidente da divisão agrícola da Bayer no Brasil, Malu Nachreiner, o agronegócio passa por um momento de intensa transformação. "Se olharmos as transformações em andamento, tanto do lado do consumidor lá da ponta - que está mais consciente em relação à origem dos alimentos e sustentabilidade -, quanto do lado do produtor rural - que está ainda mais interessado em inovação e vivencia transformação digital -, podemos enxergar uma conexão direta com os jovens", afirmou em evento de encerramento da primeira edição do Lider Bayer Faeg Jovem.

"É uma tarefa dos jovens fazer com que a transformação que o agro atravessa neste momento seja de ganhos. Os jovens precisam construir esse setor mais digital, que precisa falar com a cidade, posicionando o negócio onde acreditamos que ele merece estar. Essa geração tem uma responsabilidade muito grande", relata Malu.

Sucessão familiar

Retenção de jovens tem sido um problema no campo há anos. Segundo dados divulgados no Censo Agropecuário de 2017 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos últimos 11 anos, o percentual de produtores com mais de 65 anos aumentou de 18% para 23% no campo, enquanto o de jovens produtores entre 25 e 35 anos caiu de 14% para 10%.

Para o coordenador do FAEG Jovem, Leonnardo Cruvinel, além do engajamento na capacitação, a atuação desses jovens forma a nova geração do Agro. "Acreditamos plenamente no potencial desses jovens e vamos continuar a auxiliar na formação de novos líderes que atuem de forma empreendedora na sucessão do campo", afirma .
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink