11 novos surtos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade

Imagem: Pixabay

SANIDADE

11 novos surtos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade

Durante o período, um total de 210.185 animais foram notificados como perdas na Ásia e na Europa nos surtos em curso e novos
Por:
124 acessos

De acordo com relatório divulgado pela Organização Mundial para Saúde Animal (OIE), entre os dias 28 de maio a 18 de junho de 2020, 11 novos surtos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP)  foram notificados em aves comerciais em Taipei, Índia e Hungria. O total de surtos de HPAI em andamento no mundo é de 69. Eles estão distribuídos da seguinte forma: África (19), América (1) e Ásia (49).

No mesmo período, dez novos surtos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP) foram notificados em aves selvagens na Índia. O total de surtos de IAAP em andamento nessas populações de aves é de 26. Eles estão distribuídos da seguinte forma: África (11) e Ásia (15).

Durante o período, um total de 210.185 animais foram notificados como perdas na Ásia e na Europa nos surtos em curso e novos, ante 288.153  perdas notificadas no relatório anterior.  

Na África, não foram relatados novos surtos em aves comerciais ou selvagens durante o período. Os surtos contínuos ainda estão presentes na África do Sul e na Nigéria, tanto em aves de capoeira (H5N6 e H5N8) quanto em aves selvagens (H5N8).

No continente americano também não foram reportados novos casos, porém um surto em andamento ainda está presente nos Estados Unidos em aves domésticas (H7N3) desde abril de 2020.

Na Ásia, Taipei relatou 1 novos surto (H5N5) em aves domésticas, Índia 4 novos surtos em aves domesticas (H5N1) e 10 novos surtos em aves selvagens (H5N1). Surtos contínuos ainda estão presentes no Afeganistão, China , Taipei, Índia, Coréia, Filipinas e Vietnã em aves de capoeira (subtipos H5, H5N1, H5N5, H5N6 e H7N9) e Afeganistão, China e Índia em aves selvagens (H5, H5N1, H5N6 e H7N9). Já na Europa, a Hungria registrou 6 novos surtos em aves domésticas (H5N8).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink