5 fatos do Agro para acompanhar em Maio
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,702 (-2,12%)
| Dólar (compra) R$ 5,40 (0,44%)

Imagem: Pixabay

FIQUE DE OLHO

5 fatos do Agro para acompanhar em Maio

Aponta o professor Marcos Fava Neves, especialista em planejamento estratégico do agronegócio
Por: -Leonardo Gottems
5870 acessos

Cinco são os “fatos do Agronegócio” que merecem ser acompanhados agora diariamente, ou “talvez não diariamente, mas a cada hora” neste mês de Maio, de acordo com o professor Marcos Fava Neves. Especialista em planejamento estratégico do agronegócio, ele aponta:

    • Os impactos do coronavírus na economia mundial, nas exportações do agronegócio e nos preços das commodities;

    • Os graves impactos do coronavírus na economia brasileira e o andamento dos problemas, das operações logísticas, a governança política e a gestão da crise política instalada e seus efeitos no câmbio. Fechamos essa coluna com elevada incerteza no cenário externo e interno e com o dólar valendo mais de R$ 5,50.

    • O comportamento do clima na segunda safra de milho, não podemos ter problema climático afetando as esperadas 75 milhões de toneladas;

    • China e Ásia: seguir as notícias dos impactos da peste suína africana na produção da Ásia nos preços e quantidades de carnes importadas do Brasil, e mudanças dos hábitos de consumo. Assunto ficou meio esquecido com a crise do coronavírus, mas segue presente;

    • Expectativas da safra a ser plantada nos EUA (alocação de áreas para soja, milho e algodão principalmente) e os destinos do milho que não será usado para etanol, além das contaminações e paralisação de atividades fabris que ameaçam o abastecimento.
 
Marcos Fava Neves, que é professor Titular (em tempo parcial) das Faculdades de Administração da USP em Ribeirão Preto e da EAESP/FGV em São Paulo, afirma ainda que o problema de interrupção das cadeias de suprimento tem levado a um “movimento interessante de protecionismo de um lado, com países proibindo suas importações e de outro lado, países importadores acelerando acordos para buscar alimentos em outras fontes”. Segundo a OMC, em apenas um mês, 166 novas medidas comerciais foram tomadas pelos países membros. Destas, 94 foram para facilitar o comércio.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink