Ações de proteção social beneficiam quase dois milhões de famílias baianas
CI
Agronegócio

Ações de proteção social beneficiam quase dois milhões de famílias baianas

Inclusão socioprodutiva, transferência de renda, segurança alimentar e nutricional são algumas das ações que ilustram o novo modelo de desenvolvimento social
Por:
Inclusão socioprodutiva, transferência de renda, segurança alimentar e nutricional são algumas das ações que ilustram o novo modelo de desenvolvimento social adotado pelo governo estadual e beneficiam quase dois milhões de famílias, com impacto na redução da pobreza na Bahia. Em 2011, além de novas iniciativas, o Estado deu continuidade e expandiu uma série de programas, alguns em parceria com o governo federal.


O secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Carlos Brasileiro, afirma que o governo baiano enfrenta o problema da miséria com políticas públicas já consolidadas. Segundo ele, a redução da pobreza e da desigualdade social no país e no estado é notória, inclusive com amplo crescimento da classe média.

Conforme dados do Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Ipea), entre 2004 e 2009, a redução da pobreza na Bahia alcançou 10,6 pontos percentuais, enquanto no país foi registrada queda de 7%.

Leite Fome Zero – O Estado promove a segurança alimentar e nutricional adotando políticas para ampliação do acesso da população baiana a alimentos e água de qualidade. Um dos eixos da ação é o programa Leite Fome Zero, que está sendo ampliado – o número de crianças de 2 a 7 anos beneficiadas está passando de 104 mil para 153 mil.


Segundo informações da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), o número de municípios contemplados saltará de 192 para 322. O programa, desenvolvido em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), além de diminuir a vulnerabilidade social, pelo combate à fome e à desnutrição, fortalece o setor produtivo, por conta dos mais de 2,8 milhões de litros adquiridos por mês de 3,4 mil produtores de leite bovino e caprino.

Agricultura familiar – O Programa de Aquisição de Alimentos promove acesso a alimentos para população em situação de insegurança alimentar, além da inclusão social e econômica no campo, via fortalecimento da agricultura familiar. Este ano, foram beneficiadas 1,8 mil famílias de pequenos produtores, que forneceram ao Estado alimentos distribuídos para outras famílias atendidas por 467 entidades.


O Estado investiu na iniciativa R$ 4,9 milhões em parceria com o governo federal. Em 2012, o programa terá expansão, com investimento de R$12,7 milhões e aquisição de 22 mil toneladas produzidas por 2,7 mil agricultores familiares. Os alimentos serão destinados a mais de 111 mil pessoas em entidades de 130 municípios.

Projeto Cisternas –– Por meio do programa Água para Todos, a Sedes desenvolve o Projeto Cisternas, que objetiva contribuir para a melhoria das condições de vida e saúde de famílias rurais, com a captação e disponibilização de água de qualidade para consumo humano e produção de alimentos. Este ano, foram implantadas 27 mil unidades no semiárido baiano.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.