Açúcar: contratos futuros encerram a semana com forte alta
CI
Imagem: Pixabay
MERCADO

Açúcar: contratos futuros encerram a semana com forte alta

Os contratos futuros do açúcar encerraram a última semana em alta nas bolsas internacionais
Por:

Os contratos futuros do açúcar encerraram a última semana em alta nas bolsas internacionais. Na sexta-feira (6) a ICE Futures, de Nova York, viu todos os lotes do açúcar bruto fecharem no azul. Na tela março/21, a alta foi de 43 pontos, com negócios firmados em 14.91 centavos de dólar por libra-peso. Já a tela para maio/21 subiu 48 pontos, negociada em 14.13 cts/lb. Os demais lotes subiram entre 28 e 44 pontos.

Segundo Arnaldo Luiz Corrêa, da Archer Consulting, "o real teve uma espetacular valorização em relação ao dólar, com mais de 6.6%, fazendo com que o valor médio do açúcar para a safra 21/22 despencasse R$ 118 por tonelada na semana enquanto a safra 22/23 encolhesse R$ 111 por tonelada. Agora, para poder recuperar os mesmos valores da semana anterior, em tese, NY teria que subir 100 pontos".

Ainda segundo Corrêa, "real mais forte com o petróleo circulando entre 40-45 dólares por tonelada vai forçar a Petrobras a reduzir o preço da gasolina na bomba pressionando o etanol. Por outro lado, as vendas de etanol continuam se recuperando e devemos ter preços remuneradores na entressafra em função da previsão de um estoque de passagem bastante reduzido".

Outro fator que deu sustentação à alta do açúcar na última sexta-feira foi a sinalização indiana de que não deve estender o subsídio na exportação para o ano safra recém iniciado naquele país. "Segundo o ministro do Comércio e Alimentos, Piyush Goyal, os subsídios ocorreram nos últimos anos para reduzir os estoques excedentes e compensar as usinas no pagamento de cana aos fornecedores. Tem uma tal lei da oferta e da procura que diz que quando a quantidade ofertada de certo produto ocorre (açúcar indiano que iria para a exportação, mas sem subsídio vai ficar em casa) os preços caem. Se essa lei não foi "revogada" os preços internos da Índia vão cair. Rumores circulavam na semana que o subsídio poderia ser reduzido para 5,000 rúpias dos atuais 10,448", destacou Corrêa.

Londres

Em Londres a sexta-feira (6) também foi de valorização em todos os lotes do açúcar branco. Na tela dezembro/20 a commodity subiu 10,40 dólares, com a tonelada negociada em US$ 400,30. Já a tela para março/21 foi comercializada em US$ 403,40 a tonelada, alta de 9,40 dólares no comparativo com a véspera. Os demais contratos subiram entre 7,40 a 9,20 dólares.

Mercado doméstico

No mercado interno o açúcar continua sua trajetória altista. Pelo indicador Cepea/Esalq, da USP, o açúcar cristal foi comercializado na última sexta-feira em R$ 103,21 a saca de 50 quilos, contra R$ 102,25 da véspera, alta de 0,94% no comparativo entre as datas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink