Adapec orienta apicultores sobre cuidados no controle de pragas em apiários
CI
Imagem: Divulgação
AGROPECUÁRIA

Adapec orienta apicultores sobre cuidados no controle de pragas em apiários

Adapec orienta os apicultores e os meliponicultores tocantinenses a manterem os cuidados e as orientações do órgão
Por:

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), orienta os apicultores e os meliponicultores tocantinenses a manterem os cuidados e as orientações do órgão, a fim de evitar a entrada de novas pragas, como a Aethina Tumida, conhecida como besouro das colmeias, que pode comprometer a apicultura e causar sérios danos econômicos. Atualmente, o Tocantins conta com 53 apiários cadastrados na Adapec.

Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Sanidade Apícola, Jefferson Pessoa, a Aethina Tumida é uma praga de alto poder destrutivo de colmeias, ela é oriunda do norte da África e, em 2015, foi registrado o primeiro foco dela no Brasil, no município de Piracicaba-SP. Desde então, já houve registro da praga em outros municípios paulistas e em estados vizinhos.

“Este besouro ataca as colmeias e ali põe seus ovos que, na fase larval, se alimenta dos ovos, ninhadas, mel e pólen, destruindo os favos e podendo levar as abelhas a abandonarem a colmeia e inviabilizarem por completo a produção em razão da fermentação do mel, ocasionada pela ação das larvas da Aethina”, afirma Jefferson, acrescentando que o besouro tem uma grande capacidade de se multiplicar pondo de 1 a 2 mil ovos. Na fase adulta, chega a voar até 10 km de distância em busca de alimento.

Controle

A Adapec orienta, aos apicultores, que mantenham sempre a vigilância das caixas; adquiram colmeias e abelhas rainhas de apiários devidamente cadastrados na Agência ou nos órgãos de defesa sanitárias de outros estados; exijam a Guia de Trânsito de Animal (GTA); realizem o manejo adequado das colmeias e a higienização das caixas após a colheita com uso de detergente e hipoclorito; e mantenham as colmeias em áreas abertas. Não é recomendado uso de inseticida e outros produtos químicos em caso da presença do besouro como medida de controle em razão dos riscos de também afetarem as próprias abelhas na utilização de tais produtos.

“O Tocantins continua livre desta praga, porém é importante ressaltar que, em caso de suspeita da presença deste besouro, o apicultor deve comunicar imediatamente a Adapec para que sejam tomadas as medidas necessárias e preconizadas no Programa Nacional de Sanidade Apícola”, ressalta Jefferson Pessoa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink