Agro gerou 62 mil empregos no semestre
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Pixabay

SALDO POSITIVO

Agro gerou 62 mil empregos no semestre

Setor é um dos que mais criou oportunidades mesmo com a pandemia
Por: -Eliza Maliszewski
482 acessos

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério da Economia, o agronegócio tem saldo positivo de 62,6 mil empregos com carteira assinada no primeiro semestre de 2020. No acumulado de janeiro até junho as admissões foram de 437.999, os desligamentos de 375.366.

No mês de junho o saldo também é positivo, de 36,8 mil vagas. O setor que envolve agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aqüicultura vem tendo bons resultados em empregabilidade enquanto serviços, comércio e indústria acumulam baixas.

Entre os fatores que contribuíram para os empregos no agro está a época de colheita de várias culturas como do café, soja, cana, algodão e laranja e o plantio das culturas de inverno como trigo, aveia, centeio e cevada. Isso provocou maior demanda de mão-de-obra. As lavouras temporárias representam 78% das vagas. 

A região que mais gerou empregos no agronegócio foi o Sudeste. Em junho o saldo é de 25,9 mil postos e. O Centro-Oeste vem em segundo com 5,5 mil vagas. 
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink