Agronegócio terá mais investimentos com nova Previdência

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
POLÍTICA

Agronegócio terá mais investimentos com nova Previdência

"Essa melhoria nas expectativas se encaixa em um cenário global de elevado"
Por: -Leonardo Gottems

A reforma da Previdência deverá estimular mais investimentos no setor do agronegócio, segundo estimativas divulgadas pela INTL FCStone. A consultoria acredita que a reforma irá recuperar a confiança do mercado no governo melhorar as perspectivas de crescimento do país e tornar mais promissor o ambiente de investimentos. 

"Essa melhoria nas expectativas se encaixa em um cenário global de elevado estoque de dinheiro a taxas de juros reais próximas de zero ou até negativas nos países desenvolvidos, onde as perspectivas de crescimento econômico nos próximos anos são mais baixas, gerando oportunidade para influxo de capital estrangeiro no Brasil", explica o analista de mercado da INTL FCStone, Fábio Rezende. 

O grupo analisa ainda que alguns campos do agronegócio podem receber mais investimentos do que outros, como logística de armazenagem, transporte e escoamento da produção, confinamentos, granjas e fábricas de ração, fábricas e revendas de insumos e máquinas agrícolas, terras e indústria alimentícia. "O principal desafio do setor, para investimentos externos, é a deficiência da infraestrutura, a volatilidade cambial, e práticas de governança corporativa antiquadas", pontua Rezende. 

Há também boas oportunidades de investimento em fontes renováveis. “Damos destaque para a eólica, que cresce de maneira veloz no país. O potencial de energia eólica no Brasil é mais intenso de junho a dezembro, coincidindo com os meses de seca, de modo que pode ser usada de maneira suplementar a energia hidrelétrica. Dessa maneira, vislumbramos também investimentos em parques e usinas eólicas e na indústria de equipamentos para essas usinas”, afirma a consultoria. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink