AL: em menos de um ano, produtores reconhecem avanços com ATeG do Senar
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
ATeG

AL: em menos de um ano, produtores reconhecem avanços com ATeG do Senar

“Desde que a assistência técnica do Senar chegou, nós só tivemos melhorias na nossa propriedade”
Por:

“Desde que a assistência técnica do Senar chegou, nós só tivemos melhorias na nossa propriedade”, esse é o relato de Pedro Simões Dália. O produtor é responsável pela administração da propriedade da família, a Fazenda Riacho Grande, no município de Bananeiras, no Brejo paraibano.

Desde março deste ano, ele é atendido pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar, dentro do programa Agronordeste, na cadeia da bovinocultura de corte. O trabalho é resultado da parceria entre o Sistema Faepa/Senar-PB com o Ministério da Agricultura, a Anater e outras instituições.

Entre os avanços que já são visíveis na fazenda estão mudanças no manejo. Pedro destacou a implantação de pasto, a adoção da prática de pastejo rotacionado, entre outras iniciativas.

“Hoje nós não sofremos mais com a seca porque fizemos a implementação da silagem. Também trabalhamos com a inseminação artificial para melhoria da genética do nosso gado Nelore. A nossa região estava precisando de um trabalho assim e agradeço ao Senar pela experiência”, comentou.

A metodologia da ATeG prevê o diagnóstico produtivo como primeira fase do trabalho. Foi justamente nessa fase que o técnico de campo Erick Paiva identificou vários pontos que poderiam ser melhorados na Fazenda.

“Com o passar do tempo conseguimos organizar um calendário de desvermifurgação dos animais, também organizamos uma estação de monta, porque tinha animais parindo durante todo o ano. Esse manejo para que animais parissem numa época de melhor oferta de alimento, consequentemente os bezerros são apartados mais pesados e numa época de melhor preço”, explicou o técnico sobre outros pontos que foram trabalhos na propriedade.

A Fazenda Riacho Grande é apenas uma das cerca de 30 atendidas pela ATeG/Agronordeste na região de Guarabira. Para o presidente do Sindicato Rural da cidade, Rubens Fernandes, o reconhecimento é encorajador.

“Ficamos imensamente satisfeitos, enquanto representantes do produtor, ao ouvir um depoimento como esse, dada a importância que a ATeG tem para a nossa região”, afirmou.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink