Algodão deve ter preço firme na entressafra
CI
Agronegócio

Algodão deve ter preço firme na entressafra

Por:

A praticamente dois meses da colheita de algodão no Centro-Sul do país, as cotações da fibra deverão ganhar mais fôlego na reta final da entressafra. "Com a menor oferta, os preços do algodão devem subir até fevereiro", diz Hugo Nieri, da Nieri Consultoria.

Na sexta-feira, a cotação da fibra fechou a R$ 2,10 a libra-peso, posto São Paulo, segundo o Cepea/USP, média de preço que tem se mantido nas últimas semanas, em razão das férias coletivas das indústrias têxteis. A expectativa é de que haja uma recuperação gradativa à medida em que as empresas retomarem as compras da matéria-prima. "Descapitalizadas, as indústrias compram o produto da "mão-para-boca"", diz Nieri.

Se no mercado interno, as negociações seguem lentas, as exportações brasileiras estão intensas. A expectativa é de que o Brasil exporte entre 300 mil e 400 mil toneladas na safra 2003/04, superando as 180 mil toneladas da safra anterior, de acordo com a Anea (Associação Nacional dos Exportadores de Algodão).

Os fundamentos internacionais, como a confirmação da quebra da safra de algodão da China, em decorrência de problemas climáticos, dão sustentação aos preços no exterior, segundo a consultoria Solobrazil. A expectativa é de que os chineses importem cerca de 1,5 milhão de toneladas de algodão ainda no ciclo 2003/04. (MS)


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink