Alta do Dólar salvou preços da soja no Brasil

MERCADO FÍSICO

Alta do Dólar salvou preços da soja no Brasil

China aumentou sua compra de soja na América do Sul para 22 cargos
Por: -Leonardo Gottems
2058 acessos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quarta-feira (05.06) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas subindo 0,49%, para R$ 81,38/saca. Isso reduziu as perdas de junho para 1,45%. 

Já no interior os preços médios recuaram 0,60%, para R$ 75,78/saca, aumentando as perdas de junho para 1,75%, segundo o Cepea. “A forte alta de 1,0% na cotação do dólar, mais a firmeza entre + 10 cents/bushel nos prêmios compensaram a igualmente forte queda de 1,44% da cotação da soja em Chicago nesta quarta-feira”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

Na visão do analista da T&F, Luiz Fernando Pacheco, os principais fatos do dia foram os seguintes: “Primeiro, os prêmios da soja grão nos portos brasileiros estiveram em 10 cents/bushel mais firmes. Segundo, a China aumentou sua compra de soja na América do Sul para 22 cargos (1,32 milhão de tons) apenas nesta semana. E por fim, o mercado de Paper em Paranaguá negociou junho a +107 e +110, julho a +125 e agosto e +125”.

FUNDAMENTOS

Numa conferência em São Paulo o analista sênior de agronegócios do Itaú BBA, Guilherme Bellotti afirmou que “se tudo der certo com a safra de soja dos EUA, as cotações ficarão abaixo de $ 8,0/bushel na próxima temporada. Não existem tantas notícias altistas que possam levar a soja a outro patamar de preço. Mesmo com choque na produção norte-americana, a relação estoque/uso no mundo ainda deve ser folgada”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink