Amazonas é o único que não recebeu sementes misteriosas
CI
Imagem: Divulgação/Mapa
EM ALERTA

Amazonas é o único que não recebeu sementes misteriosas

Os pacotes de sementes suspeitos podem trazer pragas para a agricultura, como plantas daninhas, fungos, outras doenças
Por: -Eliza Maliszewski

Até esta quinta-feira (8) apenas Amazonas e Maranhão não haviam recebido as misteriosas amostras de sementes vindas de países asiáticos como a China. Agora o estado do Norte segue sozinho porque uma moradora da capital maranhense recebeu pelos Correios pacotes com os exemplares.

As sementes recebidas pela moradora de São Luís não foram compradas ou solicitadas por ela. A embalagem foi entrege à Aged. Segundo a agência, quem receber esse tipo de encomenda deve informar imediatamente ao órgão e nunca descartar na natureza ou mesmo plantar esse produto.

O Ministério da Agricultura alerta que quem receber não deve abrir ou jogar no lixo. Deve encaminhar para os órgãos da agricultura. Conforme noticiamos nesta semana as análises preliminares já identificaram fungos, ácaros, bactérias e plantas daninhas desconhecidas no Brasil. 

VEJA: Análise acha pragas em sementes não solicitadas

Casos crescem pelo país

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) identificou o segundo caso de sementes recebidas sem ser solicitadas, em Palmas, na quarta-feira (7). Tanto o material recolhido em Araguaína na semana passada quanto na Capital está sendo encaminhado para o laboratório oficial do Mapa. Toda a análise é feita na unidade que fica em Goiás.

A moradora havia comprado uma mochila da China em 2019 e resolveu dar uma checada, foi aí que constatou que o saquinho que ela pensou ser de sílica usada para absorver a umidade, era de sementes. 

Nesta semana também receberam as sementes uma moradora de Guajará-Mirim (RO) sem nunca ter feito compras em sites chineses; duas moradoras de Macapá (AP); no Paraná pelo menos 21 municípios já receberam. A Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) já recolheu 34 pacotes. Também foram recolhidas duas plantas vivas originárias dessas sementes plantadas em Maringá e Londrina. O Rio Grande do Sul encaminhou ao Mapa 19 amostras.

Todos os 25 estados mais o Distrito Federal receberam as sementes. Somente o Amazonas ainda não registra nenhum caso.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink