Animais terão inspeção rígida

Agronegócio

Animais terão inspeção rígida

Por:
176 acessos

O regulamento é rígido para os 12 mil animais que circularão pelo Parque de Exposições durante a 45ª Exposição Internacional, Agropecuária, Industrial e Comercial de Mato Grosso (Expoagro). “A fiscalização tem de ser rígida, pois aqui teremos animais de alta linhagem e nosso intuito é que os produtores tenham consciência da necessidade do controle sanitário na criação dos animais”, disse o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá e da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Mário Candia.

Durante os 11 dias de feira, os animais de grande porte somente serão admitidos e recebidos no recinto do Parque de Exposições no período se tiverem Registro Genealógico Definitivo (RGD) para idade de 20 meses acima e Registro Genealógico de Nascimento (RGN), para idade inferior a 20 meses, de acordo com os regulamentos de suas respectivas raças.

Além disso, somente será admitida entrada de animais oriundos de áreas habilitadas à exportação de carne in natura à União Européia, de acordo com a Decisão n 2008/883/CE, de 21/11/2008, que contempla os estados de MT, MG, GO, ES, SP, SC e MS, exceto os procedentes da Zona de Alta Vigilância de Mato Grosso do Sul e de propriedades que receberam animais destas áreas. “Os animais que não tiverem origem nas regiões habilitadas, o Indea irá encaminhá-los para que a comissão de animais tome as providências necessárias”, disse o presidente da comissão de animais, Alexandre Al Hage.

Todos os animais deverão ainda estar acompanhados da Guia de Trânsito Animal (GTA), conforme as exigências em vigor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT). Para os bovinos e bubalinos do estado de Santa Catarina, que detém o status de região livre de febre aftosa sem vacinação, devem ser vacinados contra febre aftosa na chegada e não será permitido o seu retorno à origem.

Durante a Exposição, a suspeita e posterior confirmação de animais portadores de doenças infecto-contagiosa pela equipe veterinária de plantão, deverá ser ouvida a equipe de Defesa Sanitária Animal do Estado, que decidirá sobre a conveniência da retirada ou isolamento do animal no recinto, emitindo, posteriormente, um laudo que será do conhecimento da Comissão Organizadora.

“Toda essa preocupação com o controle sanitário do gado durante da Exposição é de extrema importância para dar tranqüilidade ao pecuarista na hora de expor o seu gado e renovar seu plantel”, disse o superintendente da Acrimat, Luciano Vacari. Ele explica que “esse é um momento de total atenção do pecuarista, pois as exigências são cada dia maiores e temos que nos adequar às normas para não perdermos as oportunidades de negócio oferecidas pelo mercado”. A Acrimat irá orientar seus associados durante a 45ª Expoagro em um estante montado no recinto do Parque.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink