ANP diz que comprou menos biodiesel
CI
Imagem: Pixabay
RETIFICAÇÃO

ANP diz que comprou menos biodiesel

Órgão informou que a meta prevista foi superada em 36% e não em 50% como dito antes
Por: -Eliza Maliszewski

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou que o volume de biodiesel comprado para atendimento à demanda obrigatória do 1º bimestre de 2022 foi menor do que o informado anteriormente. A meta prevista foi superada em 36% e não em 50% , somando 1,3 bilhão de litros.

Segundo o órgão o erro ocorreu na consolidação de compras, com o lançamento de cerca de 343 milhões de litros a mais. Com isso o volume total contratado alcançou 957 milhões de litros. A agência reguladora voltou atrás após o alerta da Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (Aprobio).

“Os dados a que a associação teve acesso indicam que o volume contratado deve ter atingido cerca de 957 milhões de litros de biodiesel, volume que corresponde a 47% da capacidade de produção bimestral autorizada pela ANP”, informou em nota a associação.

A comercialização foi feita no novo modelo, implementado no dia 1º de janeiro, atendendo à Resolução nº 14/2020 do Conselho Nacional de Pesquisa Energética, que estabelece que os distribuidores contratem e comprem o produto diretamente dos produtores, em substituição aos leilões de biodiesel.

Todo o ano de 2022 terá a mistura obrigatória de biodiesel no diesel será de 10%. A decisão foi amplamente criticada pelo setor produtivo por não cumprir o acordo de aumento gradativo da mistura até 15% em 2023.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.