MADEIRA

Anvisa aprova bioinseticida à base de nematoides

Incluiu Monografia do D54 (nematoides vivos de Deladenus siricidicola)
Por: -Leonardo Gottems
4014 acessos

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) incluiu o ingrediente ativo D54 (nematoides vivos de Deladenus siricidicola) na Relação de Monografias dos Ingredientes Ativos de Agrotóxicos, Domissanitários e Preservantes de Madeira. A decisão foi tomada após realização de “Consulta Pública”. 

Foram concedidos 30 dias, desde o último 12 de Abril de 2018, para que os interessados pudessem apresentar críticas e sugestões relativas à proposta. Terminado esse prazo, o inseticida biológico foi incluído entre os produtos “regularizados” no Brasil. 

Essa decisão levou em conta as contribuições enviadas pelo público, que embasaram a deliberação da Diretoria Colegiada da Anvisa. “O produto é constituído por animais vivos, não sendo pertinente a realização de classificação toxicológica”, afirma a Resolução RE nº 1.217 (14/05/18), publicada no Diário Oficial da União (DOU de 16/05/18).

O Deladenus siricidicola é um nematoide usado no controle biológico do inseto-praga conhecido vulgarmente como “vespa-da-madeira” (Sirex noctilio). De acordo com a Sociedade Brasileira de Nematologia, as árvores atacadas por esse himenóptero tinham o tronco tomado por larvas em crescimento, causando grandes galerias e depreciando muito a qualidade da madeira, além de levar, com certa frequência, as plantas à morte.

A inclusão do D54 – Deladenus siricidicola nos Agrotóxicos com Monografias Autorizadas indica que o ingrediente ativo passou pela avaliação regulamentar e está apto seja para o uso agrícola, domissanitário, não agrícola, em ambientes aquáticos ou mesmo como preservante de madeira. A Monografia indica ainda outras informações, como os nomes comum e químico, a classe de uso, a classificação toxicológica e as culturas para as quais os ingredientes ativos encontram-se autorizados, com seus respectivos limites máximos de resíduo.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink