Aprosmat aposta em melhoria na produção de grãos

Agronegócio

Aprosmat aposta em melhoria na produção de grãos

A expectativa de produtividade para a safra 2006/07 e 2007/08 é positiva
Por: -Redação
1 acessos

Com o vazio sanitário e o período de chuvas dentro da normalidade, a expectativa de produtividade de sementes para a safra 06/07 e ainda 07/08 é positiva. O presidente da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat), Elton Hamer, acredita no início da recuperação do agronegócio, o que vai permitir que a área de cultivo de soja retorne aos índices registrados em 2005, pelo menos no que diz respeito ao desenvolvimento da cultura. As informações referentes ao estado das sementes, no entanto, deverá ser divulgada apenas na colheita.

A baixa produtividade na safra passada e retrasada, segundo Hamer, teve a ferrugem e a estiagem como os principais indicadores. O presidente explica que esses fatores não só reduziram a quantidade como também o tamanho da semente. Dessa forma, o sementeiro contribuiu com o produtor no sentindo de que houve um gasto menor de sementes, uma vez que não se planta número de sementes por hectare. Com isso, o piso da semente, nos últimos dois anos, foi reduzido cerca de 20%.

A medida do Vazio Sanitário já colhe bons frutos já vez que a ferrugem da soja tem aparecido em intensidade inferior à registrada no ano passado. Com as chuvas antes do previsto, os produtores anteciparam mais o plantio, permitindo que a produção de sementes seja projetada com maior otimismo. “Indica ter uma produção maior”, disse.

Com a plantação mais tardia, os produtores tiveram mais problemas com ferrugem, estiagem e ainda pegou chuva na colheita. “Ele teve uma redução na qualidade da semente porque ela ficou mais miúda”, disse. Dessa forma, o volume de sementes apresentou-se cerca de 20% menor.

No entanto, com a colheita acontecendo dentro da estação chuvosa pode prejudicar a qualidade da semente. “Teremos uma produtividade maior”, disse.

As perspectivas positivas dizem respeito ao aumento da produtividade da soja nas lavouras da região sementeira. Dentro do período de chuvas, no entanto, o acréscimo da produtividade pode não significar produção de sementes.

A qualidade da semente é verificada em laboratório assim que sai do campo. Antes da colheita, para uma avaliação, é tomada uma amostra-prévia a fim de apontar, através do resultado, se será levado ao consumo industrial ou para produção de sementes. A esperança na melhoria acontece em função das chuvas estarem ocorrendo durante o período vegetativo da cultura.

A área total a ser cultivada no país com as principais culturas na safra 2006/07 está estimada em 45,2 milhões de hectares. Comparativamente ao resultado obtido na safra anterior, 47,2 milhões de hectares, representará uma redução de 4,4%, ou deixarão de ser cultivados 2,1 milhões de hectares.

Previsão - A área plantada no Estado, na safra 05/06, apresentou 5.891,5 hectares. No entanto, para a safra 2006/2007, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), foi plantada soja em 5.007,8 hectares, registrando uma queda de 15%. Mesmo assim, a produtividade deve ser crescente pontuando 2.695 quilos por hectare na safra passada, e 2.920 kg/ha na safra 06/07. O acréscimo foi de 8,3%. Enquanto isso, quanto à produção houve uma queda de 7,9% comparando as duas safras. Em 2005/2006 foi produzido 15.877,6 mil toneladas, e em 2006/2007, 14.622,8 mil toneladas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink