Araguatins

Araguatins: Produção da Agricultura Familiar tem reforço do Sebrae

Dentre as ações desenvolvidas cabe destacar a adequação dos cardápios das escolas municipais à realidade de produtos da região
Por:
43 acessos

Aproximar o pequeno produtor dos programas de compra de alimentos do Governo Federal, promover a desburocratização e transformar a realidade econômica com geração de renda. Esse é o objetivo do programa “Produto Bom, Negócio Certo” que em menos de um ano de atuação dobrou o percentual de compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar no Tocantins. Dentre as ações desenvolvidas cabe destacar a adequação dos cardápios das escolas municipais à realidade de produtos da região.

Em Araguatins, no Bico do Papagaio, as escolas municipais adaptaram o cardápio para as refeições. O óleo de soja por exemplo, foi substituído pelo azeite de coco e alimentos enlatados foram retirados do cardápio escolar. Com apoio da Secretaria de Educação e Secretaria de Agricultura de Araguatins, o Sebrae atuou como agente orientador dos pequenos produtores levando conhecimento e identificando a qualidade desses alimentos para estimular a produção, já que a legislação determina que órgãos da administração pública federal comprem, no mínimo, 30% dos gêneros alimentícios dos agricultores familiares.

Antes das ações do programa “Produto Bom, Negócio Certo” em Araguatins, apenas sete produtores vendiam sua produção para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e isso gerava 17 mil reais. Após a atuação do Sebrae com esse programa, 38 pequenos agricultores já geram uma receita de 35 mil reais com sua produção.

Para participar do programa, o município assina um termo de cooperação técnica para receber o diagnóstico pelos consultores em compras governamentais do Sebrae. Depois disso recebem um plano de ação para estimular a produção. O “Produto Bom, Negócio Certo” já motivou a criação de novas feiras de agricultura familiar em vários municípios, promoveu adequação dos cardápios escolares ao PNAE, viabilizou implantação do selo do Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M), apoiou a criação de novos abatedouros municipais e central de compras, bem como capacitou vários produtores rurais.

Para o superintendente do Sebrae Tocantins, Omar Hennemann, a relevância de programas como estes vai além da economia e geração de renda. “Esse programa possibilita ao pequeno produtor rural a obtenção de renda extra, além de orientação, cursos e treinamentos para que haja maior eficiência na prestação do serviço e na produção. Assim, o Sebrae cumpre a missão de promover o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios”, explicou. Hennemann também enfatizou que esse programa é o compromisso com a transformação do Tocantins, que cabe a todos desta linda empreitada.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink