Argentina, Brasil e China proíbem suínos da Alemanha
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Pixabay

COM PSA

Argentina, Brasil e China proíbem suínos da Alemanha

País europeu registro primeiro caso de Peste Suína Africana na semana passada
Por: -Eliza Maliszewski
243 acessos

Depois de a Alemanha confirmar o primeiro caso de Peste Suína Africana (PSA) em um javali morto perto de sua fronteira com a Polônia na última sexta-feira (11) o mercado se movimentou e já mostra reflexos com suspensões de importação da carne suína alemã.

A Coreia do Sul  e o Japão anunciaram no mesmo dia a suspensão das importações. No sábado (12) foi a vez de dois outros importantes compradores seguirem o mesmo caminho. O governo da Argentina comunicou que suspendeu as importações de carne suína e outros subprodutos. O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar argentino (Senasa) disse que está analisando que providências serão tomadas com relação ao comércio do produto com o resto da Europa para defender o país da doença.

A China, que comprou US$ 1,2 bilhão no ano passado, também anunciou a suspensão. A Alemanha é o terceiro maior fornecedor da proteína para a China, respondendo por cerca de 14% das importações. A ação pode aumentar a demanda por carne de outros grandes fornecedores, como Estados Unidos e Espanha, aumentando os preços globais.

O Ministério da Agricultura do Brasil também anunciou a suspensão das compras de carne suína in natura e processada do país europeu. Em nota, o Mapa informou que enviou um comunicado solicitando informações detalhadas às autoridades sanitárias da Alemanha sobre as medidas de biossegurança adotadas pelas plantas industriais de carnes do país.

As autoridades do estado alemão de Brandemburgo colocaram em quarentena uma área de 15 km ao redor de onde o animal foi encontrado para procurar mais animais mortos e também restringiram o movimento de animais de fazenda.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink