Argentina confirma capim amargoso resistente ao glifosato
CI
Agronegócio

Argentina confirma capim amargoso resistente ao glifosato

14ª espécie resistente ao herbicida no país vizinho
Por: -Leonardo Gottems

A Argentina confirmou que a gramínea Digitaria insularis, conhecida no Brasil como capim amargoso, se tornou resistente a glifosato e invadiu lavouras nas regiões Noroeste e Nordeste do país, bem como no Sul de Santa Fe. Essa erva daninha já estava classificada como “alerta amarelo”, mas agora foi confirmada por testes científicos como a oitava gramínea e 14ª espécie resistente ao glifosato na Argentina.


O teste de dose-resposta para constatar o comportamento foi feito no Centro de Avaliação de Herbicidas do Indear (Instituto de Agrobiotecnologia de Rosário). O índice de resistência apurado foi de 11,8 – o que significa que seria necessária uma dose quase doze vezes maior para o controle do capim amargoso em comparação a plantas não resistentes.


Tanto o Paraguai como o Brasil já haviam identificado biotipos de Digitaria insularis resistentes a glifosato desde os anos 2005 e 2008, respectivamente. Atualmente, esta espécie é um dos principais problemas em ambos os países – e a que mais rapidamente se expande no Brasil. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.