Argentina detecta casos de Greening na fronteira com Brasil

Agronegócio

Argentina detecta casos de Greening na fronteira com Brasil

Doença não tem cura
Por: -Leonardo Gottems
2070 acessos

O Senasa (Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar) confirmou sete casos de Greening (Huanglongbing/HLB) na fronteira com o Brasil. Três plantações comerciais e quatro residenciais em zona urbana foram testados positivas nos departamentos de Iguazú e Eldorado, na província de Misiones – que faz divisa com o estado do Paraná.

Os casos de Greening foram detectados em ações de vigilância fitossanitária, e confirmados por análise laboratorial. O Senasa, que é subordinado ao Ministério de Agroindústria argentino, já realizou a destruição das plantas contaminadas, uma vez que a doença não possui cura conhecida. O órgão promete continuar com ações de fiscalização.

O Greening, que chegou ao Brasil em 2004, é a enfermidade mais destrutiva para os citros no País, estando está presente em todas as regiões citrícolas de São Paulo e pomares de Minas Gerais e Paraná. É causada pelas bactérias Candidatus Liberibacter asiaticus e Candidatus Liberibacter americanus, que são transmitidas para as plantas pelo psilídeo Diaphorina citri – ambos encontrados na ornamental falsa-murta (Murraya spp.).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink