Argentina permitirá registro de sementes de cannabis

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Argentina permitirá registro de sementes de cannabis

A publicação foi feita no Registro Nacional de Cultivares
Por: -Leonardo Gottems

A Ministra da Saúde da Nação Argentina, Carla Vizzotti, e o Ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca, Luis Basterra, assinaram uma resolução que permitirá o registro de sementes da espécie Cannabis sativa L para uso medicinal e em pesquisa no país. A publicação foi feita no Registro Nacional de Cultivares e / ou o Registro Nacional de Propriedade de Cultivares. 

A resolução assinada por Vizzotti e pelo presidente do Sistema Nacional de Sementes (INASE), Joaquín Serrano, “permitirá avançar na padronização da genética obtida e submetê-la a certificações nacionais para sua utilização como insumo na produção de safras, o que terá reflexos na segurança e na qualidade dos produtos utilizados na área medicinal, além de evitar o mercado ilegal ”, informou, em nota à imprensa. 

“O Estado mudou de cara e com esta medida estamos ajudando a resolver a vida de várias famílias que têm problema de saúde”, disse Vizotti, acrescentando que “dar a elas um trâmite legal é algo que era nossa responsabilidade e não é menos aconteceu apesar da pandemia”. 

O ministro ainda destacou a articulação interministerial porque “este desafio é transversal e estamos aqui para reconhecer o trabalho que o INASE tem feito ao longo do capítulo de sementes que vai permitir o aprofundamento desta política que nasceu de uma dívida que tínhamos com os cidadãos”.  

No que se refere ao escopo da resolução, Serrano destacou “a importância da soberania genética porque é um grande avanço que dá luz a todos os elos da cadeia, desde a pesquisa e o desenvolvimento nacional, e da produção ao aprimoramento da indústria nacional de sementes, neste caso relacionadas com a indústria médica para promover o acesso a medicamentos para todos”. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink