Argentina reforça cuidado contra praga da videira
CI
Imagem: Marcel Oliveira
CONTROLE

Argentina reforça cuidado contra praga da videira

As larvas e se alimentam dos cachos e dos frutos verdes, causando prejuízos
Por: -Eliza Maliszewski

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Alimentar da Argentina (Senasa) emitiu um aviso para que os produtores de uva que têm sua plantação em área de quarentena da praga Lobesia botrana, na província de San Juan, façam a solicitação para o controle químico da praga. As atividades começam nesta segunda-feira (23). 

O objetivo é que a cobertura de toda a área seja feita até 15 de dezembro. Quem não cumprir a exigência deve sofrer as sanções do governo argentino Os produtores que complementaram com tratamento fitossanitário a primeira geração da praga , não são obrigados a realizar esta segunda aplicação.

Também chamada de traça-europeia-dos-cachos-da-videira, está classificada como quarentenária ausente no Brasil. As larvas e se alimentam dos cachos e dos frutos verdes, penetrando na baga e cachos, contaminando-os com suas fezes e expondo-os a contaminação com fungos (Botrytis, Aspergillus, Penicillium).

Na Argentina a praga está como quarentenária sob controle oficial. A praga esteve ausente na América do Sul até 2008, quando o Serviço Chileno de Pecuária Agropecuária (SAG) detectou sua presença em seu território. Por esse motivo, o Senasa declarou o alerta fitossanitário e implementou uma série de medidas de prevenção que estabelece, entre outras, a notificação obrigatória da presença da praga.

VEJA: Traça na uva é combatida com aviões agrícolas


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink