Associação rebate acusações apresentando números da SSBR

Agronegócio

Associação rebate acusações apresentando números da SSBR

Por:
145 acessos

O diretor da Acrimat e presidente da Comissão de Meio Ambiente, Vicente Falcão, diz que os dados que a entidade têm contabilizados demonstram que nos últimos cinco anos, a área total de pastagem de Mato Grosso, praticamente não foi alterada. Em 2004 eram 25,3 milhões de hectares de área total de pastagem, contra 25,7 milhões de hectares em 2008. “Essa informação vem de uma pesquisa séria, realizada pela SSBR (Synoptika Solutions Brasil), a pedido da Acrimat, o que demonstra que agimos de forma responsável e dentro da lei”.

O superintendente Luciano Vacari ressalta que foi através da produção do boi que surgiram muitas cidades de Mato Grosso, empregos, altos investimentos no setor industrial, desenvolvimento e que a regra era de abertura de 50% das áreas e com a Medida Provisória 2.166-67, de 24 de agosto de 2001, que alterou o Código Florestal, isso mudou de um dia para o outro, para 20%. “Imagine você, que constrói uma casa e assim que ela estiver pronta uma lei determine que essa casa não pode ser construída no terreno comprado e liberado pelas instituições públicas para a construção. O que devemos fazer, demolir a casa?”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink