Aumento na aplicação de nitrogênio afeta pastagem
CI
Imagem: Marcel Oliveira
ESTUDO

Aumento na aplicação de nitrogênio afeta pastagem

“O nitrogênio deslocou a comunidade de plantas"
Por: -Leonardo Gottems

O aumento da aplicação de nitrogênio nas terras da Europa está afetando as pastagens. O experimento 'PaNDiv', criado por pesquisadores da Universidade de Berna em um terreno de 3.000 m2, é o maior experimento de funcionamento de ecossistemas de biodiversidade na Suíça e visa entender melhor como os aumentos de nitrogênio afetam pastagens. 

Praticamente todas as pastagens na Europa são gerenciadas pelos agricultores e, embora a gestão tradicional envolva corte e pastagem periódicos, a gestão intensiva moderna envolve a aplicação de grandes quantidades de fertilizantes nitrogenados para aumentar a produção de grama. O número de patógenos vegetais que causam doenças também aumenta com a fertilização e todas essas mudanças estão ocorrendo simultaneamente. No entanto, os ambientalistas não sabem quais são os mais importantes ou o que acontece quando vários mudam ao mesmo tempo. 

“O nitrogênio deslocou a comunidade de plantas em direção a espécies vegetais de crescimento mais rápido e isso, por sua vez, fez com que as folhas se decompusessem mais rapidamente (alimentando mais nitrogênio no solo). Isso indica que os efeitos da fertilização no desempenho são subestimados se não considerarmos as mudanças na composição das espécies ", explica o Dr. Noémie Pichon, primeiro autor do estudo. 

"Os resultados de nosso primeiro estudo mostram por que esse tipo de experimento é necessário: entender o funcionamento do ecossistema é complicado e testar apenas vários fatores ao mesmo tempo", comenta Eric Allan, líder do projeto e professor do Instituto de Ciências Vegetais. 

Várias experiências mostraram que ecossistemas com mais espécies vegetais têm níveis mais altos de funcionamento do ecossistema. No entanto, o experimento PaNDiv é único, pois não apenas manipula a diversidade de plantas, em pequenas parcelas de 2 x 2m, mas também varia o tipo de espécie de planta presente. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.