Agronegócio

Avisul 2006 aponta os desafios da avicultura gaúcha para 2007

Entre as questões que devem ser resolvidas estão o aumento do plantio de milho e a revisão da legislação brasileira quanto à importação de grãos geneticamente modificados
Por: -Redação
2 acessos

Encerrado nesta sexta-feira (24-11), em Bento Gonçalves , o AVISUL 2006 - Fórum Gaúcho de Avicultura destacou os principais desafios do setor para 2007. Segundo o presidente da Associação Gaúcha de Avicultura (ASGAV), Aristides Vogt, para o próximo ano deve haver uma estabilização nos níveis de comercialização.

Ele destacou, porém, que o setor depende da manutenção do atual status sanitário e da redução das barreiras impostas. "Igualmente estamos na dependência de uma boa safra de grãos e que os novos governantes tenham melhor compreensão das barreiras fiscais impostas", acrescentou.

Durante o evento promovido pela ASGAV foi assinado protocolo entre os sindicatos das indústrias de suínos e de leite para que a segunda edição do AVISUL, em 2008, seja em parceria com os setores de suínos e de produção de leite. "Vamos fortalecer o agronegócio", afirmou Vogt.

Entre as questões que devem ser resolvidas em 2007 estão o aumento do plantio de milho no Rio Grande do Sul e a revisão da legislação brasileira quanto à importação de grãos geneticamente modificados. "Continuamos impossibilitados de trazer milho no período de entressafra", diz Vogt.

A avicultura também pleiteia a revisão da legislação tributária e o assunto foi discutido na reunião da agroindústria nacional realizada durante o AVISUL. Na Carta AVISUL 2006, que será encaminhada aos novos governantes, o setor cita a necessidade de esclarecimento da Instrução Normativa nº 660, da Secretaria da Receita Federal, que estabeleceu o limite de 35% de crédito referente ao PIS/Cofins decorrentes das compras de insumos. O entendimento do setor é de que a utilização dos créditos referentes às contribuições de PIS e do Cofins seria até o limite de 60%.

O Avisul contou com 30 expositores e recebeu mais de 1,1 mil visitantes, na maioria gaúchos, além da presença de caravanas de São Paulo, Bahia, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink