BB pretende financiar R$ 5 bilhões no PR

Agronegócio

BB pretende financiar R$ 5 bilhões no PR

O Ban­co do Bra­sil é res­pon­sá­vel pe­la li­be­ra­ção de ­mais de 60% dos re­cur­sos apli­ca­dos no agro­ne­gó­cio do ­País
Por:
227 acessos

   O Ban­co do Bra­sil é res­pon­sá­vel pe­la li­be­ra­ção de ­mais de 60% dos re­cur­sos apli­ca­dos no agro­ne­gó­cio do ­País. No Pa­ra­ná, a ins­ti­tui­ção re­pre­sen­ta 77% des­se mer­ca­do. Na úl­ti­ma sa­fra fo­ram li­be­ra­dos por ­meio do ban­co R$ 5,1 bi­lhões, no Es­ta­do. ‘‘A ex­pec­ta­ti­va é man­ter os mes­mos nú­me­ros do ano pas­sa­do pa­ra a sa­fra 2009/2010’’, afir­ma Ce­zar de Col, ge­ren­te de agro­ne­gó­cio do BB no Pa­ra­ná. Se­gun­do ele, a pre­vi­são tem ba­se no fa­to de o ban­co tra­ba­lhar com agri­cul­to­res tra­di­cio­nais e po­der an­te­ci­par al­guns nú­me­ros.

  No que diz res­pei­to à di­fi­cul­da­de que al­guns pro­du­to­res po­de­rão ter pa­ra con­se­guir fi­nan­cia­men­tos pa­ra a pró­xi­ma sa­fra, Col ob­ser­va que na ho­ra de li­be­rar cré­di­to o BB ana­li­sa a ca­pa­ci­da­de de pa­ga­men­to do in­te­res­sa­do. ‘‘Mes­mo que ele te­nha fei­to al­gu­ma re­ne­go­cia­ção de dí­vi­da, mas ain­da tem ca­pa­ci­da­de de pa­ga­men­to, con­se­gui­mos con­cre­ti­zar o ­financia-mento’’, pon­de­ra.

  Col re­for­ça que o re­la­cio­na­men­to do ban­co com o agri­cul­tor é de lon­go pra­zo. ‘‘Tra­ba­lha­mos jun­tos há al­gu­mas sa­fras, são clien­tes ­previs-tos’’, co­men­ta o ge­ren­te, des­ta­can­do que a tra­di­ção aju­da mui­to na ho­ra do pro­du­tor to­mar cré­di­to, ­pois o ban­co já es­tá pre­ven­do que ele vai ope­rar e quan­do po­de­rá ob­ter de re­cur­sos. Quan­to aos no­vos clien­tes ou os que que­rem vol­tar a fi­nan­ciar jun­to ao ban­co, Col apon­ta que ­eles pre­ci­sam apre­sen­tar os da­dos ca­das­trais, os ­quais pas­sa­rão por aná­li­se.

  Em re­la­ção aos ju­ros pra­ti­ca­dos, Col des­ta­ca que exis­te a pos­si­bi­li­da­de de uma re­du­ção nas ta­xas des­te ano, mas ain­da não há pre­vi­são. Na sa­fra ­atual, ­quem to­mou cré­di­to pa­gou ta­xas de 6,75% ao ano, em mé­dia. O ge­ren­te do BB adian­tou que o ban­co já es­tá se or­ga­ni­zan­do pa­ra dis­po­ni­bi­li­zar os re­cur­sos a par­tir da pri­mei­ra quin­ze­na de ju­lho.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink