Biocombustíveis serão testados no transporte marítimo
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Biocombustíveis serão testados no transporte marítimo

Governo japonês estabeleceu a meta de se tornar carbono neutro até 2050
Por: -Leonardo Gottems

A Toyota Tsusho Corporation, uma empresa multi-divisão do grupo Toyota criada para apoiar o negócio automotivo e outras holdings, anunciou que a Toyota Tsusho Petroleum Private Limited ("TTP") começará a testar o uso de biocombustível no transporte marítimo. 

 Os testes serão realizados em Cingapura e são os primeiros realizados por uma empresa japonesa naquele país. A TTP é uma fornecedora de combustível de combustível e abastece navios no porto de Cingapura. O teste será realizado em colaboração com a indústria e a academia e terá o apoio da autoridade de Cingapura. 

Durante o teste de aproximadamente seis meses, a Toyota Tsusho Petroleum verificará aspectos técnicos, como estabilidade à oxidação e armazenamento de biocombustíveis, e ganhará conhecimento medindo as emissões dos navios. Se essas iniciativas levarem aos resultados esperados, o uso regular do biocombustível ajudará a reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE), ajudando a indústria naval a caminhar para a descarbonização. 

A indústria naval, que responde por cerca de 2% das emissões mundiais de GEE, enfrenta o problema de redução das emissões de GEE, uma vez que o volume de transporte deverá continuar a aumentar no contexto de crescimento da economia global. Em 2018, a Organização Marítima Internacional (IMO) adotou uma estratégia para reduzir as emissões de GEE dos navios e estabeleceu uma meta de reduzir as emissões de GEE em 50% em relação ao nível de 2008 até 2050. 

Além disso, o governo japonês estabeleceu a meta de se tornar carbono neutro até 2050 e está promovendo uma mudança de combustíveis de navios de petróleo para combustíveis alternativos sob sua Estratégia de Crescimento Verde. Em março de 2021, o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo anunciou um roteiro com o objetivo de alcançar a operação comercial em 2028 de embarcações de emissão zero. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.