BNDES exigirá de frigoríficos maior controle com fornecedores

Agronegócio

BNDES exigirá de frigoríficos maior controle com fornecedores

O Banco deverá responder solidariamente com os frigoríficos pelos danos apontados em diversas ações do Ministério Público Federal
Por:
194 acessos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou comunicado informando que "está em tratativas com o setor de frigoríficos para, entre outras medidas, exigir providências no sentido de aumentar o controle da cadeia de fornecedores". Segundo o banco, "essas providências vão além das regras já existentes e cumpridas pelo Banco de não conceder financiamento a empresas que desrespeitem o meio ambiente e que adotem trabalho escravo e mão de obra infantil".

O comunicado foi provocado pela divulgação, na terça-feira (16), pela "Amigos da Terra - Amazônia Brasileira", uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip), de que vai entrar com um ofício na Justiça nesta quarta (17) em Belém contra o banco. "O BNDES deverá responder solidariamente com os frigoríficos pelos danos apontados em diversas ações do Ministério Público Federal", relacionadas ao desmatamento para formar áreas de criação de gado.

Segundo a Oscip, "apenas no estado do Pará, o MPF já demandou uma indenização de R$ 2,1 bilhões aos frigoríficos". A Oscip lembra, e o banco reconhece, que a instituição estatal tem participação de capital em frigoríficos. Segundo a Amigos da Terra, em 2008 o BNDES investiu "R$ 5,865 bilhões em operações diretas (na forma de participação de capital) em frigoríficos, dos quais R$ 4,7 bilhões nos quatro principais grupos da pecuária bovina".

A instituição estatal de fomento abre o seu comunicado garantindo que "O BNDES não é e não será, jamais, transigente com desmatamento na Amazônia". De acordo com o banco, "o BNDES tem compromisso firme e inequívoco com a preservação do meio ambiente, compromisso este reforçado pela responsabilidade assumida pelo Banco de gestor do Fundo Amazônia".(AE)


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink