Defensivos agrícolas

Bolsonaro diz que liberação de defensivos agrícolas deve ser responsabilidade do MAPA

Na tarde desta quarta-feira (16.06), o pré-candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro visitou a AgroBrasília. 
Por: -Aline Merladete
824 acessos

Na tarde desta quarta-feira (16.06), o pré-candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro visitou a AgroBrasília. 

Durante a passagem pelo evento o deputado federal fez uma declaração sobre a legislação de defensivos agrícolas que está em discussão no congresso e afirmou que o Ministério da Agricultura deveria ser o unico responsável pela liberação dos produtos.

O pré-candidato ainda ressaltou que, caso seja eleito, vai acabar com a venda de terras para estrangeiros. Atualmente o produtor rural brasileiro tem papel fundamental na economia do país. De acordo com o pré-candidato, é preciso que o Presidente da República não tenha dificuldades para produzir, como o Funrural e a possível da mudança da Lei Kandir. Bolsonaro ainda diz que a logística do Brasil precisa de modificações, para que tudo que é produzido seja escoado de maneira economicamente viável.

O texto substitutivo, que foi juntado ao projeto de Lei 6.299/2002, de autoria do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, propõe mudanças profundas no setor, a começar pelo próprio nome com que esses produtos são chamados. Pela proposta, o termo “agrotóxico” deixaria de existir. Entraria em seu lugar a expressão “produto fitossanitário”. A responsabilidade por conceder registros de novos agrotóxicos também mudaria de mãos. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink