Brasil pode ser autossuficiente em trigo em 10 anos, apontam especialistas da Embrapa
CI
Imagem: Pixabay
TRIGO

Brasil pode ser autossuficiente em trigo em 10 anos, apontam especialistas da Embrapa

Embrapa já testou cultivo de trigo nos cerrados de Roraima
Por: -Aline Merladete

O Brasil pode se tornar autossuficiente na produção de trigo para consumo em até dez anos. A afirmativa foi dada por pesquisadores da Empresa, que já colheram significativos resultados em suas pesquisas de campo. O desafio será ultrapassar a casa de 13 milhões de toneladas consumidas hoje no país, uma vez, que 50% da demanda interna é importada.

Em audiência pública realiazda na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, na semana passada, os pesquisadores da Embrapa divulgaram os resultados das úlitmas pesquisas quanto à tropicalização da cultura do trigo e as perspectivas de expansão da produção para os estados das regiões Norte e Nordeste.

Conforme estudos, Roraima, Ceará, Piauí e Maranhão são alguns dos estados que aparecem como novas fronteiras do trigo, hoje produzido em maior parte na região Sul (90%). Atualmente, 19% do consumo estão localizados na Região Sul; 42% na Região Sudeste; 5,5% na Região Centro-Oeste; 22% na Região Nordeste; e 10% na Região Norte, em um total de 12,7 milhões de toneladas demandados.

Pesquisador em trigo da Embrapa Cerrado, Júlio Albrecht mostrou que a área de produção do trigo está migrando para a região do Cerrado. "Temos, no Cerrado, 204 milhões de hectares e podemos explorar sem derrubar árvores, só cultivando em regiões degradadas. A Embrapa sempre acreditou no trigo nessa região. Temos condições de chegar a autossuficiência e até a exportação de trigo em menos de 10 anos", ressaltou.

Em termos de custos de importação para o Brasil, o trigo só perde para o petróleo, segundo Albrecht. A aposta é congregar genética, pesquisa e produtores qualificados. A média nacional é de de 2,8 toneladas por hectare, mas, em 2021 já houve recorde com um produtor nacional obtendo 9 toneladas.
Roraima

Para o chefe-geral da Embrapa Roraima, Edvan Alves Chagas, o estado tem mais de 2 milhões de hectares aptos para a produção de grãos, porém enfrenta alguns desafios, como baixas latitude e altitude, altas temperaturas e umidade relativa do ar. Contudo, as pesquisas da Embrapa apontam bons resultados na produção do trigo.

A produção de trigo tropical em Roraima trará segurança alimentar e fonte de divisas, segundo o chefe-geral da unidade em Roraima, e será uma opção de cultivo após a safra da soja, que no estado já sofre com a ferrugem (doença que atinge a cultura). Ele acredita ainda que com o cultivo do trigo será possível atrair indústrias voltadas para a moagem.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.