Brasil tem trigo suficiente, diz ministro

Agronegócio

Brasil tem trigo suficiente, diz ministro

Com isso, as importações de trigo de países que não fazem parte do Mercosul continuarão taxadas em 10%
Por:
210 acessos

“Temos trigo suficiente para o abastecimento interno até que a nova safra comece a ser colhida, em agosto”. A afirmação é do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, ao comentar, ontem, a decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) de não incluir o produto na lista de exceção à Tarifa Externa Comum (TEC). Com isso, as importações de trigo de países que não fazem parte do Mercosul continuarão taxadas em 10%.

Segundo Stephanes, cálculos do Ministério da Agricultura apontam que há estoque suficiente para matéria-prima com as cooperativas, a indústria e o governo até a colheita, que começa no final de agosto. “Qualquer importação que se faça agora, além das necessidades, vai impactar negativamente a comercialização da produção nacional”, esclareceu.

A decisão da Camex vem ao encontro das reivindicações do setor produtivo, disse o assessor técnico e econômico da Emater/RS, Ataides Jacobsen. Segundo ele, a retirada do imposto no momento em que o produtor planta a nova safra seria "extremamente inoportuna", pois favoreceria a importação em detrimento da compra do produto nacional.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink