Bronquite Infecciosa: Um desafio para indústria avícola mundial

Bronquite Infecciosa

Bronquite Infecciosa: Um desafio para indústria avícola mundial

Doença afeta frangos de cortes, matrizes e poedeiras causando prejuízos econômicos em toda a cadeia produtiva
Por:
76 acessos

As doenças respiratórias são um dos principais desafios enfrentados pela indústria avícola mundial. Dentre elas, a Bronquite Infecciosa (BI) é responsável por uma série de prejuízos produtivos. Segundo dados de um estudo do Banco Mundial, a BI é a segunda enfermidade de maior impacto econômico do mundo.

Causada por um coronavírus, a doença tem tropismo por células ciliadas, principalmente do trato respiratório, mas pode atingir também os tecidos renal, reprodutivo e entérico, causando queda na produtividade e aumento de condenações no abatedouro.

A BI afeta aves de todas as idades e o quadro clínico e sua intensidade são diretamente influenciados por fatores como, virulência da cepa no campo, estado fisiológico, sanitário e imunológico do animal, presença de infecções secundárias, qualidade da ambiência, entre outros.

“Os frangos de corte são susceptíveis aos vírus desde o primeiro dia. O agente ingressa pelas vias respiratórias e se replica em diversos tecidos. Nos frangos de corte, a doença causa enfermidade respiratória, distúrbios renais, aumento da mortalidade, redução no desempenho zootécnico, aumento de condenações sanitárias no abatedouro, atrasos na linha de abate entre outros prejuízos. Nas poedeiras, gera doença respiratória com aumento da mortalidade, redução da uniformidade de peso, redução da produtividade e perda na qualidade das cascas de ovos. Já as matrizes afetadas pela doença apresentam aumento da mortalidade de machos e fêmeas, problemas de fertilidade, , perda na qualidade e quantidade de ovos produzidos no período de postura e queda no número de pintos produzidos. O quadro clínico das aves infectadas pela BI também pode ser agravado por infecções secundárias causadas por outros vírus ou bactérias”, explica o Gerente de Marketing da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Tharley Carvalho.

A propagação da Bronquite Infecciosa na granja dependerá da infectividade do agente, a susceptibilidade dos indivíduos no lote e do contato entre lotes. Estudos mostram que em uma população predisposta, uma única ave infectada tem capacidade para contaminar outras 20. “Por isso, é importante investir em um programa de vacinação adequado e em produtos de qualidade que proporcionam proteção e prevenção da disseminação de doenças”, afirma Carvalho.

No Brasil, o grupo variante brasileiro BR é o mais prevalente representando 70% das detecções em todas as regiões avícolas do país. As perdas econômicas causadas pela doença são observadas mesmo em aves adequadamente vacinadas com a cepa Massachusetts, devido à baixa similaridade genética entre os vírus vacinal e de campo circulante nos planteis brasileiros. De acordo com estudos de proteção, a cepa Massachusetts protege apenas entre 40% e 50% contra desafios pela Bronquite Brasileira BR. “Por isso, a Cevac IBras, uma vacina brasileira para um desafio brasileiro, é uma importante aliada no combate da BI no país. Foram 8 anos de pesquisas e testes para desenvolvermos um produto que oferecesse proteção completa contra o desafio da cepa BR” ,  declara o Gerente de Serviços Veterinários da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Jorge Chacón

Frente aos desafios impostos pela doença, a Ceva Saúde Animal desenvolveu a Cevac IBras, a primeira vacina viva contra a Bronquite variante brasileira (BR). A imunização confere proteção clínica contra a variante BR e reduz a taxa de excreção viral. Além disso, pode ser aplicada desde o primeiro dia de vida. “A vacina é eficiente frente aos desafios da BI, conferindo proteção robusta contra danos na atividade ciliar, lesões microscópicas e reduzindo a excreção viral em mais 800 vezes. Desta forma, protege a ave e o ambiente, reduzindo a pressão de infecção na granja”, finaliza Carvalho.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink