Café: expectativas positivas para um ciclo negativo

ANÁLISE

Café: expectativas positivas para um ciclo negativo

"Apesar de um ciclo menor nas regiões produtoras do tipo arábica, a produção supera as expectativas iniciais"
Por: -Leonardo Gottems
405 acessos

O novo relatório divulgado pelo Rabobank indicou que, para a cultura do café, a próxima safra se aproxima com perspectivas positivas de produção para um ciclo negativo. Nesse contexto, o Rabobank espera que sejam colhidas 57,6 milhões de sacas, sendo 38,1 milhões de sacas do tipo arábica. 

Essa produção representa um aumento de 3% em relação ao que foi previsto no último relatório da instituição, mesmo com uma área plantada menor do que o ano passado. "Apesar de um ciclo menor nas regiões produtoras do tipo arábica, a produção supera as expectativas iniciais. Especialmente no Sul de Minas Gerais (áreas próximas a Guaxupé-MG, que compensam a baixa produção em Varginha e Campos Gerais-MG) e Alta/Baixa Mogiana no estado de São Paulo”, diz o texto. 

“Porém, o diferencial da próxima safra consiste na boa produtividade esperada para o tipo conilon, sobretudo no Espírito Santo e Rondônia que apresentam excelentes condições de desenvolvimento", completa. 

Dadas as circunstâncias, o panorama deve seguir positivo também para os outros países que produzem o grão. “Colômbia deve aumentar em 3% sua produção para safra 2018/19, previsto em 14,2 milhões de sacas. Apesar da desaceleração nas exportações em 2019, Honduras produzirá cerca de 7,5 milhões de sacas em 2018/19. E o Vietnã, que finaliza sua colheita 2018/19 neste mês, estimada em 31 milhões de sacas, sendo um recorde para produção vietnamita”, afirma o Rabobank. 

Como pontos de atenção, o relatório indica que, no Brasil, “a maturação pode ser mais uniforme que o esperado no atual ciclo, mesmo com as múltiplas floradas que ocorreram em 2018”. Além disso, “apesar do crescente consumo global, em média 3,5 milhões de sacas por ano, a oferta permite que os estoques internacionais sigam em patamares confortáveis”. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink