Calor afeta produção de folhosas no RS
CI
Agronegócio

Calor afeta produção de folhosas no RS

Mesmo agricultores que têm irrigação não conseguem manter o equilíbrio osmótico dos vegetais
Por:
O forte calor dos últimos dias prejudica o desenvolvimento de hortigranjeiros, especialmente das folhosas como alface, rúcula, couve, espinafre e agrião. Mesmo agricultores que têm irrigação não conseguem manter o equilíbrio osmótico dos vegetais que, com altas temperaturas, perdem mais água do que conseguem absorver e crescem pouco. Segundo o assistente técnico da Emater, Antônio Conte, em geral, os vegetais suportam temperaturas entre 30ºC e 35ºC. Por isso, é de praxe uma migração da produção para regiões com temperaturas máximas inferiores no verão, como as dos Campos de Cima da Serra, Litoral Norte e Litoral Sul. As áreas com repolho, pimentão, cenoura, beterraba e pepino também sofrem com o calor.


Apesar da queda na produção indicar, em geral, aumento de preços, o reajuste tem sido localizado no Interior. Na Ceasa da Capital, pelo contrário, houve até queda de preço de algumas folhosas na última semana. A caixa do alface passou de R$ 5,00 para R$ 4,00. Segundo Claiton Colvelo, do Setor de Análise da Ceasa, o movimento inverso deve-se à queda de consumo em detrimento de frutas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.