Calor intenso acelera colheita do tomate

Tomate

Calor intenso acelera colheita do tomate

Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o clima quente e chuvoso também afetou a qualidade dos tomates
Por:
125 acessos

As temperaturas elevadas neste mês de janeiro têm acelerado a maturação do tomate salada longa vida em algumas das regiões produtoras acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea, levando à intensificação da colheita e, consequentemente, elevando a oferta do fruto. Nesse cenário, os preços recuaram nos últimos dias.

Entre 14 e 18 de janeiro, a caixa de 20 quilos do tomate salada longa vida teve média de R$ 43,00 no atacado de Belo Horizonte (MG), 33% menor que a da semana anterior; no Rio de Janeiro, a média foi de R$ 49,52/cx, recuo de 25,86% na mesma comparação; em Campinas (SP), o valor médio da caixa foi de R$ 52,08, queda de 18,15%; e em São Paulo, de R$ 54,52, 16,56% menor.

Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o clima quente e chuvoso também afetou a qualidade dos tomates. Em Caçador (SC), por exemplo, os frutos apresentam manchas. Já em Itapeva (SP) é a traça que vem prejudicando significativamente as roças, reduzindo o valor de comercialização do fruto – os preços chegaram a R$ 20,00/cx para o tomate ponteiro. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink