Calor pode matar, diz Inmet
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

AGROTEMPO

Calor pode matar, diz Inmet

Alguns estados registram temperatura acima dos 40 graus e temporais
Por: -Eliza Maliszewski
6442 acessos

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta sobre a forte onda de calor que está sobre grande parte da região Centro-Oeste e no Tocantins. As temperaturas devem se elevar ainda mais nesta semana, em até 5ºC  acima da média.

O aviso vale para Distrito Federal, centro sul, nordeste, norte,  sudeste e sudoeste mato-grossense, centro, leste, sul, norte e noroeste goiano, sudeste, sul e oeste tocantinense. O alerta é sobre risco de morte por hipertermia.  A orientação é ingerir líquidos, evitar a prática de atividades físicas ao ar livre entre as 10h e 17h  e usar protetor solar.

Uma massa de ar seco está posicionada sobre a região o que dificulta chuvas. As temperaturas devem seguir em elevação até a primeira quinzena de outubro. 

No Distrito Federal a maior temperatura foi registrada em Planaltina, com 36 graus e pode chegar os 40 entre a próxima quinta e sexta-feira. Em Goiânia a máxima na casa dos 40 graus já é considerada “o novo normal”. O estado tem batido as máximas de calor. Vários municípios registraram altos índices. Na cidade de Goiás os termômetros chegaram a 42,7°C, em Aragarças o calor alcançou a marca de 42,1°C e em Itumbiara foram registrados 40,5°C, as maiores em dez anos.

No Tocantins o alerta vale para 21 municípios das regiões sul, sudeste e oeste. O Inmet registrou 41,6°C de temperatura máxima na tarde de 28 de setembro. Foi a maior temperatura de 2020 na capital do Tocantins.

Alerta e prejuízos

No Mato Grosso 88 municípios estão em alerta. Entre as cidades estão Cuiabá, Barra do Garças, Campo Verde, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Cáceres, Canarana, Diamantino, Dom Aquino, Jaciara, Jangada, Lucas do Rio Verde, Nobres e Várzea Grande onde a umidade está muito baixa, oscilando entre 12 e 20%. Na capital os termômetros marcam 42 graus nesta terça-feira (6).

Na tarde desta segunda-feira (5) um temporal causou estragos no norte. Em Nova Canaã do Norte (204 km de Sinop) houve queda de granizo e ventos fortes que destelharam casas, derrubaram postes e torres telefônicas. Na zona rural um barracão onde estavam colheitadeiras acabou caindo e a estrutura atingiu os maquinários, causando danos. Algumas toneladas de milho que estavam armazenadas molharam. O calor é propício à formação destes episódios rápidos de chuva intensa. Na semana passada, os municípios de Claudia (90 km de Sinop) e Alta Floresta também tiveram danos por conta de vendaval com chuva forte.

Em Bastos (SP), maior produtor de ovos do país, as galinhas estão morrendo de calor nas granjas. Nos últimos dias as temperarturas acima de 41 graus causaram a perda de  cerca de 40 mil aves. O calor leva as galinhas a se alimentrem menose beber mais água, o que resulta em ovos menores e em menos quantidade. A estimativa é de que 30% da produção deve cair por conta disso. Os casos foram registrados em pelo menos duas propriedades.

 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink