Carga tributária impacta mercado de vinhos finos
CI
Imagem: Pixabay
ECONOMIA

Carga tributária impacta mercado de vinhos finos

Mesmo com todo planejamento tributário, o mercado brasileiro sofre com a concorrência de fora
Por: -Leonardo Gottems

A carga tributária tem impacto direto no mercado de vinhos finos brasileiros, dependendo de qual regime for escolhido, de acordo com Luís Wulff, CEO do Tax Group, consultoria de inteligência tributária, e sócio fundador da Guahyba Estate Wines, vinícola boutique do Rio Grande do Sul. Ele explica que o melhor regime depende de cada operação, de cada produtor e em que momento o negócio está. 

Os regimes tributários do Brasil, conforme a legislação brasileira, podem ser divididos em Simples Nacional (até R$ 4.8 milhões de faturamento ao ano), Lucro Presumido (até R$ 78 milhões de faturamento ao ano) e Lucro Real (se ultrapassar R$ 78 milhões de faturamento ao ano). 

“Eu posso ter uma característica de custo e despesa grande no negócio e talvez as margens que os regimes me ofertam sejam pequenas, então preciso estar em outro regime. Ou posso não ter lucro na operação, o que geralmente acontece quando se está começando um negócio com uma alta carga de investimento. O que irá definir a escolha de um regime é minha cadeia de produção”. 

Mesmo com todo planejamento tributário, o mercado brasileiro sofre com a concorrência de fora. Na maioria das vezes, o vinho internacional chega mais em conta para o consumidor brasileiro do que os vinhos produzidos internamente. Luís aponta como grande fator as políticas governamentais de economia dos países, ou seja, os subsídios - contribuição financeira Estatal, concedida em benefício de um empresário ou setor empresarial.  

“Um vinho português subsidiado na Europa recebe de 20 a 30% de subsídio dentro do valor de venda, é exportado a zero de imposto e consegue chegar no mercado a um valor bem mais acessível”. Ele também lembra que, em muitas regiões, o vinho é tratado como alimento, o que faz com o que o preço chegue de forma diferenciada nos processos de importação. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.