Carta de Intenções entre RS e Galícia deve trazer tecnologia espanhola
CI
Agronegócio

Carta de Intenções entre RS e Galícia deve trazer tecnologia espanhola

A assinatura foi a última atividade da viagem da comitiva gaúcha na Espanha
Por:
A assinatura foi a última atividade da viagem da comitiva gaúcha na Espanha
A assinatura de uma Carta de Intenções entre os governos do Rio Grande do Sul e da Galícia, foi a última atividade da missão gaúcha que concluiu, nessa quinta-feira (26), um roteiro de visitas àquela região espanhola, uma das maiores produtores de leite e produtos lácteos do mundo. O acordo abre a possibilidade de transferência de conhecimentos para a bacia leiteira do RS.

A comitiva de gaúchos que desde a segunda feira (23), percorre a Galícia, na Espanha, em busca de conhecimentos sobre as tecnologias desenvolvidas no setor leiteiro, se despediu na quarta feira (25), de Lugo ,depois de uma extensa agenda de compromissos.

Os dois últimos dias da missão aconteceram em Santiago de Compostela, onde foi assinado na tarde desta quinta-feira (26), uma carta de intenções entre o governo gaúcho, representado pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) Luiz Fernando Mainardi, e a Galícia, através de representantes do Ministério de Ganaderia da Galícia, Rosa Quintana e do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevati), Oreno Ardêmio Heineck.

Segundo o secretário Mainardi, a partir dessa assinatura amadurece a possibilidade de um termo de cooperação entre os dois Estados, galego e gaúcho, para transferência de tecnologia genética, um dos grandes diferenciais da experiência desenvolvida naquela comunidade espanhola. "Podemos ver de perto que um programa eficiente de desenvolvimento do setor passa por várias ações, a genética promovida pelo Estado daqui contribui decisivamente ", disse.

Mainardi se refere ao que foi observado na visita à empresa pública, com parceria privada, Xenética Fontao, a maior da Espanha , que pesquisa a produção genética e desenvolve embriões. Os recursos anuais, de aproximadamente cinco milhões de Euros, são bancados 80% pelo Estado da Galícia, e 20% por duas associações de raças bovinas, a Galega Rubia e a de gado Holândes.

Para a surpresa de muitos, o sistema de cultivo embrionário utilizado pela empresa é genuinamente brasileiro, desenvolvido na USP. Segundo o representante da empresa para a América Latina, Eduardo Grandal, brasileiro filho de Galegos, o Brasil é o primeiro país do mundo em qualidade de transferência embrionária. "Nosso laboratório de fecundação in vitro trabalha com tecnologia brasileira. Agora, estamos perto de estender essa tecnologia aos produtores de leite gaúchos que possuem um vasto potencial de crescimento, como é o caso do Vale do Taquari", falou.

Sanidade e genética
Ainda na manhã desta quinta-feira (26), o grupo, integrado por representantes da secretaria da Agricultura, Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual, de entidades como a Fetag, e da cadeia produtiva do leite, esteve reunido com o diretor-geral de Produtos Agropecuários do Governo Central da Galícia, José Alvarez Robledo.

De acordo com ele, o avanço observado nos últimos vinte anos na produção leiteira da região se deve aos investimentos em genética, sanidade animal e num trabalho de conscientização dos produtores. "Desenvolvemos um modelo de produção leiteira próprio, que trabalhou, além daquelas questões, temas ligados à comercialização, a certificação de origem e outros que agregassem valor à nossa produção", esclareceu.

Também destacou o trabalho desenvolvido no controle da brucelose e da tuberculose, doenças que, no ano passado, registram incidência de 0% e 0,28% no ano passado. "Nosso investimento nesta atividade foi de 15 milhões de euros, em treinamento de técnicos, campanhas publicitárias e efetivação de análises laboratoriais, mas não descuidamos, porque estas enfermidades tem que estar sobre controle permanente", concluiu.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.