Cdial Halal recebe certificado para exportação de produtos à Malásia

Agronegócio

Cdial Halal recebe certificado para exportação de produtos à Malásia

Esse credenciamento é resultado da missão malaia realizada no Brasil no início do ano
Por: -Joana
1464 acessos
O Centro de Divulgação do Islam para a América Latina (CDIAL HALAL), empresa responsável pela aplicação das regras islâmicas na produção e no processamento de produtos agropecuários, principalmente de origem animal, recebeu do JAKIM (Departamento de assuntos islâmicos da Malásia) o certificado de credenciamento para supervisão e emissão de certificados halal para os produtos da Malásia. Esse credenciamento é resultado da missão malaia realizada no Brasil no início do ano.


Com uma população de mais de 27 milhões de pessoas, a Málasia é um importante mercado de produtos Halal para o mundo. A certificação contribui para explorar a capacidade de exportação para o país, não apenas no mercado de carnes, mas em outros tipos de produtos Halal como aromas e cosméticos.

Devido ao bom momento econômico dos dois países, o índice divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) registrou um significativo aumento de 55% nas exportações em 2010. Os produtos relacionados aos setores de alimentação, óleo e gás foram os segmentos que proporcionaram uma grande contribuição para o aumento do comércio entre os dois países.


Atualmente, são cerca de 1,9 bilhão de consumidores halal no mundo, número que deve aumentar cerca de 35% nos próximos 20 anos, passando para 2,2 bilhões até 2030. O dados são do instituto de pesquisas norte-americano Pew Research Center.

O que é um alimento Halal?
Alimentos Halal são aqueles cultivados e processados de acordo com a jurisprudência Islâmica. A lei exige que nenhum alimento contenha impurezas, chamadas de Najs. Animais carnívoros terrestres, carne de porco e aves de rapina são alguns exemplos de animais proibidos para o consumo dos muçulmanos.

O processo não é muito diferente do convencional, mas segue a tradição islâmica como voltar o animal para Meca e pronunciar “em nome de Deus, Deus é maior” (Bismillah Allahu Akbar) na hora do abate. Outro diferencial é que o animal deve ser degolado de forma rápida e não dolorosa.


A palavra Halal, no idioma árabe, significa lícito, permissível. São os produtos julgados consumíveis pelos muçulmanos. O termo significa alimento produzido sob a supervisão da Lei Islâmica Shariah.

As informações são da assessoria de imprensa da Cdial Halal

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink