Cepea divulga análises sobre produtos agropecuários
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,170 (1,12%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)


Agronegócio

Cepea divulga análises sobre produtos agropecuários

Foram analisados os seguintes produtos: açúcar e álcool, algodão, arroz, boi e bezerro, café, milho e soja
Por: -Janice
2553 acessos

Estão disponíveis no site do Cepea análises (Agromensal) referentes ao mês de julho/10 sobre: açúcar e álcool, algodão, arroz, boi e bezerro, café, milho e soja. Para cada produto, há análises conjunturais, séries estatísticas e gráficos elaborados por pesquisadores do Cepea/Esalq-USP.

Os preços de açúcar cristal subiram em julho no estado de São Paulo, segundo pesquisas do Cepea, mesmo em pleno período de pico de safra no Centro-Sul do País. A média mensal do Indicador CEPEA/ESALQ foi de R$ 40,90/saca de 50 kg, 1,22% superior à de junho.

Quanto ao etanol, mesmo com o clima favorável à colheita e a chegada do período de pico de safra na região Centro-Sul do País, as cotações do anidro e do hidratado também subiram no mercado paulista em julho.

No mercado de algodão em pluma, as variações no correr de julho estiveram menos expressivas devido à cautela de compradores. Segundo pesquisas do Cepea, indústrias evitaram adquirir grandes quantidades, no intuito de não alavancar mais os preços.

Para o arroz em casca negociado no Rio Grande do Sul, os preços estiveram bastante firmes. Produtores consultados pelo Cepea, de modo geral, se retraíram, devido ao descontentamento com os preços, que, segundo estes, não cobrem os custos de produção.

A ocorrência do fenômeno “La Niña” no final deste ano e início do próximo tornará a primavera e o verão mais secos nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, afetando a cafeicultura brasileira. Para as lavouras de arábica, conforme colaboradores do Cepea, uma forte estiagem no período de floração pode proporcionar estresse hídrico e influenciar a indução floral. Por outro lado, o tempo mais seco facilita os trabalhos de colheita e a secagem do café, contribuindo para uma melhor qualidade do grão.

Quanto ao robusta, boa parte das lavouras já registrou uma primeira florada, sendo considerada satisfatória por produtores consultados pelo Cepea. O pegamento das flores, contudo, ainda não foi estimado.

No mercado de milho, os preços caíram na primeira quinzena de julho, mas recuperaram as perdas na segunda metade do mês, impulsionados pela dificuldade na colheita por conta do clima mais úmido nas regiões Sul e Sudeste do País.

Em julho, as vendas de soja em grão e de derivados ao mercado externo continuaram sendo o grande foco de agentes brasileiros, conforme informações do Cepea. Enquanto as transações internas estavam relativamente lentas, tradings seguiram bastante ativas, aproveitando a boa demanda internacional.

No mercado de boi gordo, a baixa oferta de animais para abate limitou o número de negócios em quase todas as regiões acompanhadas pelo Cepea em julho. Mesmo com a abertura de preços maiores pelos compradores a liquidez não aumentou. Nesse cenário, as escalas e os abates diários diminuíram em muitos frigoríficos, fazendo com que algumas unidades intercalassem o agendamento de animais.

Veja a íntegra das análises no link www.cepea.esalq.usp.br/agromensal

As informações são da assessoria de imprensa do Cepea/Esalq-USP.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink