Chicago: expectativa de produção volta a pressionar cotações
CI
Imagem: Nadia Borges
PREÇOS

Chicago: expectativa de produção volta a pressionar cotações

O USDA informou uma venda privada de exportação de 132.000 toneladas de soja para a China
Por: -Leonardo Gottems

A expectativa de aumento de produção volta a pressionar as cotações da soja na Bolsa de Chicago, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de setembro da soja fechou em queda de -0,28% ou 3,5  cents/bushel a $ 1267,25; para maio, importante para as exportações brasileiras, o contrato fechou em queda maior, de 0,92% ou 12,0 cents/bushel, a $ 1283,0”, comenta. 

“O contrato de farelo de soja para setembro fechou em queda de $ 0,80/t curta ou $  336,6  e  o  contrato  para setembro  de óleo de  soja fechou em forte queda de 1,29/libra-peso a $ 56,16. O complexo de soja perdeu posições, em um mercado que  concentra  suas  atenções  no  relatório  do  USDA desta  sexta-feira,  onde  se  espera  ligeiros  aumentos de produção e estoques finais  para  a  nova  safra.  Os óleos  vegetais  e  a  queda  do  petróleo  adicionaram fraqueza”, completa. 

A  média  de  7  dias  atualizado  da  NOAA  mostrou  um aumento  na  precipitação.  Bolsões  de  chuva  esparsa de meados do Texas, passando pelo leste do Cinturão do Milho e chegando ao Missouri, com volumes entre a 25,40 – 36,75 mm durante a próxima semana. “Relatórios notaram 53 bloqueios de caminhoneiros nos sistemas rodoviários do Brasil, impedindo temporariamente o transporte  de  grãos.  A  manifestação  dos  caminhoneiros  estava  ligada  a  questões  políticas  e  sociais  do  presidente Bolsonaro”, indica. 

“O USDA informou uma venda privada de exportação de 132.000 toneladas de soja para a China esta manhã. O adido agrícola do USDA estimou as necessidades de importação da China às 21/22 da manhã em 101 MT, correspondendo à previsão oficial  de  agosto  do  USDA.  Isso  significa  que  a  média  de  compras  e  remessas  precisa  ser  de  1,94  MT  por semana. O lançamento da CONAB do Brasil mostrou um corte de 66k T na produção de soja de 2020/21 para agora 135,9 MT”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.