Chilenos criam grupo de biotecnologia e sustentabilidade
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Chilenos criam grupo de biotecnologia e sustentabilidade

Propomos implementar uma plataforma de análise estratégica da biotecnologia
Por: -Leonardo Gottems

Cientistas da Universidade do Chile, Pontificia Pontificia Universidad Católica de Chile, Universidad de Talca, Universidad Austral de Chile, Universidad de Concepción, Academia Chilena de Ciências Agronômicas, ChileBio e BioFrutales formaram um Grupo de Biotecnologia e Sustentabilidade Alimentar. Esse grupo visa a criação de uma Institucionalidade para o desenvolvimento e análise estratégica da biotecnologia no contexto do melhoramento genético vegetal no Chile. 

“Dentre as funções do nosso grupo, propomos implementar uma plataforma de análise estratégica da biotecnologia, analisando tendências globais, regulamentações e oportunidades para o país que favoreçam a modernização, inovação e competitividade da produção local e exportação agropecuária no país”, comentou Claudia Stange, acadêmica da Universidade do Chile e presidente da Sociedade Chilena de Biologia Vegetal. 

Incentivar o desenvolvimento de projetos de pesquisa básica em melhoramento genético vegetal e biotecnologia de relevância para o Chile e apoiar a geração de novas variedades vegetais por meio do melhoramento genético baseado em biotecnologia, inteligência artificial, economia circular, apoio ao desenvolvimento rural e à agricultura familiar da região também são aspectos fundamentais que este grupo quer promover. 

“Queremos também participar da discussão técnica nacional e internacional e nas instâncias em que acordos e tratados com outros países o justifiquem, transmitindo com transparência a posição do Chile sobre essas questões”, disse Patricio Arce, acadêmico e pesquisador da Pontifícia Universidade Católica do Chile. 

“Procuramos também promover o vínculo com a sociedade, comunicando de forma eficaz, e aproximando o futuro e a inovação tecnológica dos cidadãos no âmbito da agricultura e da produção alimentar”, acrescentou. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.