CiCarne: Produção de carne bovina precisa ser ampliada

Imagem: Pixabay

PECUÁRIA

CiCarne: Produção de carne bovina precisa ser ampliada 

As exportações serão intensificadas
Por: -Leonardo Gottems
276 acessos

A produção de carne bovina deve ser ampliada para atender o aumento do consumo, tanto do mercado externo como interno, informaram os pesquisadores Guilherme Cunha Malafaia, Paulo Henrique Nogueira Biscola e Fernando Rodrigues Teixeira Dias, do Centro de Inteligência da Carne (CiCarne) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). De acordo com eles, a qualidade é um ponto igualmente importante para suprir as demandas interna e externa, “cada vez mais exigentes”. 

“Nesse cenário, as exportações serão intensificadas pelos acordos comerciais favoráveis, com mercados exigentes que possuem alto consumo de carne per capita, bem como por mercados em ascensão que consideram o Brasil um dos principais fornecedores, como no caso da Ásia e, em especial, a China. Além disso, o mercado interno também busca carnes de melhor qualidade, o que pode ampliar a pressão sobre o consumo de carne bovina”, disseram. 

Os especialistas afirmam que o impacto do consumo de carne bovina pelo mercado externo em relação à produção brasileira vem aumentando a partir de 2016 e em 2019 alcançou o maior percentual dos últimos 22 anos. “Quando olhamos os dados desse período, observamos que o percentual de participação das exportações em relação ao que produzimos foi crescente durante o decênio de 1997 (1,5%) a 2007 (18,1%). Logo após começou a cair, tendo chegado em 2011 a 12%, ano em que foi iniciado novo crescimento, que perdurou até 2014, com pequena diminuição nos dois anos seguintes”, completam, citando dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

“Já a produção de carne bovina aumentou 146,4% em 22 anos, tendo saído de 3,3 milhões de toneladas em 1997 para 8,2 milhões de toneladas em 2019. No mesmo período as exportações aumentaram 2.919%, sendo o decênio já mencionado de 1997 a 2007 o de maior crescimento (2.358%). Nos 12 anos finais do tempo analisado, entre 2007 e 2019, o crescimento foi de 22,8%, com períodos de diminuições”, completam. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink