Cientistas descobrem mutação no vírus da PSA
CI
Imagem: Pixabay
SUÍNOS

Cientistas descobrem mutação no vírus da PSA

As cepas estão causando uma forma crônica da doença
Por: -Eliza Maliszewski

O vírus da Peste Suína Africana (PSDA) parece ter sofrido uma mutação natural. Foi o que informaram cientistas chineses na publicação do períodico Chinese Journal of Veterinary Science. Segundo eles a cepa é menos mortal do que a que devastou o rebanho local.
Pelo menos outras duas novas cepas da doença já foram encontradas em  fazendas de suínos na China, que pareciam ser de origem humana. Elas estão causando uma forma crônica de PSA que está afetando a produção nas fazendas de matrizes.

Os pesquisadores do Instituto Veterinário Militar de Changchun disseram que parecia haver uma tendência crescente de redução da mortalidade por peste suína africana, com mais sintomas clínicos que não são fáceis de detectar e difíceis de controlar. Essas características também foram atribuídas a cepas que se acredita terem sido feitas para usadas em vacinas ilícitas. Os pesquisadores acreditam que período prolongado de circulação da doença iria criar variantes naturais, inevitavelmente.

A nova cepa, chamada HuB20, foi isolada de carne suína amostrada em um mercado na província central de Hubei, disseram Hu Rongliang e colegas do instituto do Exército de Libertação Popular da China. Ainda não há vacina contra a doença.

Depois de quase um ano Hong Kong voltou a registrar casos da PSA. Um caso foi reportado em Tai Tong, que fica ao norte de Yuen Long, nos Novos Territórios de Hong Kong. Amostras retiradas testaram positivo. A propriedade possui 3200 suínos dos quais 245 já foram abatidos devido à doença.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink